Leia também:
X Governo decreta que servidores voltem ao trabalho presencial

Pai de Rodrigo Maia tem pedido negado pela Comissão de Anistia

Pedido foi negado por conselheiros, e a tendência é que também receba negativa da ministra Damares Alves

Paulo Moura - 01/10/2021 14h06 | atualizado em 01/10/2021 15h23

Rodrigo Maia e Cesar Maia Foto: Reprodução

O vereador César Maia (DEM-RJ), pai do ex-presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia (Sem Partido-RJ), teve o pedido de reconhecimento à condição de anistiado negado pela Comissão de Anistia do governo federal na última terça-feira (28). O pedido foi negado pelos conselheiros do colegiado por um placar de 7 votos a 2.

César Maia pedia reparação econômica por ter sido supostamente alvo do regime militar. Ele chegou a ser preso depois da ascensão dos militares ao poder em 1964. Para fugir do regime, César se exilou no Chile, em 1968. Foi durante o exílio que Rodrigo Maia nasceu, em 1970, na capital Santiago.

Apesar dos votos dos conselheiros, a palavra final caberá à ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, a quem a comissão é subordinada. A ministra não antecipa o voto, mas o padrão é que ela siga o parecer do colegiado.

De acordo com os dados do portal da transparência do governo federal, o pedido de anistia foi protocolado pelo vereador em 27 de setembro de 2016, dois meses após Rodrigo Maia ser eleito pela primeira vez para a presidência da Câmara. Na época, o presidente já era Michel Temer (MDB). Em seu pedido, o vereador solicitou reparação econômica em prestação única.

Leia também1 Mulher é presa na frente dos filhos por não ter passaporte sanitário
2 Cantora gospel sobrevive a grave acidente: "Deus enviou Seu anjo"
3 Guedes: "O presidente é popular, é muito diferente de populismo”
4 MPF se manifestou apoiando o aborto em casa na pandemia
5 Ato contra Bolsonaro terá trio elétrico alugado por R$ 100 mil

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.