Leia também:
X Médica provoca revolta ao desejar morte de Bolsonaro

Página de apoio a Bolsonaro tem conta excluída do Twitter

Com mais de 230 mil seguidores, perfil Bolsonéas foi retirado da plataforma

Paulo Moura - 08/07/2020 11h59

Página Bolsonéas foi excluída do Twitter Foto: Reprodução

Uma das principais páginas de apoio ao presidente Jair Bolsonaro nas redes sociais, o perfil Bolsonéas, com mais de 230 mil seguidores, teve sua conta do Twitter excluída, na tarde de terça-feira (7), sem qualquer motivo apresentado pela plataforma.

O administrador da página, Leonardo Barros, contou ao Pleno.News que o fato aconteceu “de surpresa” e que ele também perdeu seu perfil pessoal, com quase 80 mil fãs. O perfil Bolsonéas, que existe há cerca de três anos nas redes sociais, tem como marca a publicação de mensagens de apoio ao presidente da República.

– É triste, eu não fazia nada, se você entrar no Instagram e Facebook é o mesmo estilo de postagem, exaltando o presidente, Brasil, palavras de apoio, frase motivacional. O estilo da minha página é esse, não é uma página de confronto, de bater em ninguém. Me pegou de surpresa, realmente – afirmou.

Leonardo Barros durante uma manifestação de apoio ao governo Foto: Arquivo Pessoal

Leonardo contou que já fez a solicitação de devolução da página ao Twitter, mas ouviu de pessoas conhecidas que o mecanismo não tem muita garantia de sucesso. Por conta disso, ele afirmou que uma opção seria ingressar com uma ação contra a plataforma. Entretanto, o custo da medida, que seria entre 5 e 6 mil reais para contratação de um advogado, é um dos principais empecilhos.

– A questão é que tem os custos e eu não ganho nada da rede social, eu faço aqui por que gosto, por que acredito. Não tem um valor que eu receba de rede social. Estou meio sem saber o que fazer – relatou.

Barros ressaltou, pelas redes sociais, que tem consciência de que não desrespeitou qualquer regra da rede social e questionou se o apoio a Bolsonaro seria o motivo para que sua página fosse censurada da plataforma.

– Quando você faz algo ilegal, você espera uma punição a qualquer momento. Mas eu tenho a consciência que nunca infringi regra de nenhuma rede social. Ou será que apoiar o presidente da República já virou crime? – questionou.

Leia também1 Médica provoca revolta ao desejar morte de Bolsonaro
2 Gentili é criticado por fazer piada com Covid e Bolsonaro
3 Eduardo relembra polêmica de teste de Covid-19 de Bolsonaro
4 Saiba qual é a função de cada botão de comando no Parler
5 Carlos critica oposição por pedir a morte do presidente

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.