CORONAVÍRUS
- Tudo o que você precisa saber
-->
Leia também:
X SP: Mulher cai de prédio ao tentar escapar da quarentena

Paes vira alvo de 2 inquéritos após delação de Cabral

Ex-governador teve colaboração homologada pelo ministro Edson Fachin

Pleno.News - 25/03/2020 17h08

Eduardo Paes Foto: Agência Brasil/Tânia Rêgo

Dois inquéritos abertos pelo ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), com base na delação de Sérgio Cabral têm como personagem principal o ex-prefeito Eduardo Paes (DEM).

Um se refere à doação de R$ 200 mil do empresário Marcelo Limírio à campanha de Pedro Paulo à prefeitura carioca em 2016.
Cabral disse que intermediou a doação e que, em troca do repasse, Limírio exigiu que um alvará de funcionamento do Hotel Nacional, no qual tinha participação, fosse expedido pela gestão Paes, à época prefeito. O hotel foi reaberto em dezembro de 2016 e a doação declarada à Justiça Eleitoral.

O ex-governador disse também que distribuiu via caixa dois R$ 30 milhões a candidatos ao Senado do MDB em 2014 com recursos obtidos ilegalmente por Paes.

Paes e Pedro Paulo afirmaram que Cabral mentiu em sua delação. O ex-prefeito associou a divulgação quando anuncia ser pré-candidato à Prefeitura. O deputado diz que a doação foi declarada à Justiça. Limirio não foi localizado.

*Folhapress/Italo Nogueira

Leia também1 Arolde diz que Bolsonaro foi "oportuno e estratégico"
2 Covid-19: Bolsonaro celebra bons resultados em pacientes
3 Apoiadores se unem e dizem que #BolsonaroTemRazao

Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo