Leia também:
X Impeachment de Moraes: Não há prazo para análise, diz Pacheco

Pacheco quer convencer Fux a retomar reunião entre Poderes

Sob "tensões", presidente do STF cancelou última reunião

Pleno.News - 23/08/2021 16h58 | atualizado em 23/08/2021 17h21

Rodrigo Pacheco, presidente do Senado Foto: Leopoldo Silva/Agência Senado

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), voltou a pedir nesta segunda-feira (23) a retomada de diálogo entre os chefes dos três Poderes.

– A reunião é muito importante. Pedi ao ministro Luiz Fux que houvesse a iniciativa da reunião entre os Poderes – declarou Pacheco durante evento do Secovi, sindicato patronal do mercado imobiliário.

– Precisamos dar o mínimo de estabilidade nas relações – acrescentou.

A reunião entre os três Poderes foi cancelada por Fux em resposta às ostensivas de Bolsonaro a ministros da Corte. Na avaliação de Pacheco, o restabelecimento do diálogo ficou ainda mais comprometido com a apresentação, por parte do Palácio do Planalto, de pedido de impeachment contra o ministro da Corte Alexandre de Moraes.

Pacheco ainda reforçou durante o evento o compromisso do Senado com a democracia e garantiu que não admitirá nenhum tipo de retrocesso no Estado de direito.

– O papel da presidência do Senado é a forma apaziguadora de tratar, mas ninguém pode duvidar da firmeza desta Casa.

Clamando não só pela união, mas pela independência entre três os Poderes, Pacheco ainda disse que não interfere nas decisões do Executivo e, assim, “seria bom que os outros Poderes não interferissem no Legislativo”.

*AE

Leia também1 Pacheco: 'Não antevejo critérios para impeachment de ministro'
2 Bolsonaro espera sabatina de Mendonça nos próximos dias
3 Seis partidos divulgam nota de apoio ao STF e a Moraes
4 Dez ex-ministros pedem rejeição da "aventura" de Bolsonaro contra o STF
5 Jair Bolsonaro acusa STF de fazer "censura" e "caça às bruxas"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.