Leia também:
X TikTok: Governo manda remover conteúdo impróprio a menores

Pacheco promete reação a “arroubo contra democracia”

Presidente do Senado defendeu processo eleitoral brasileiro durante evento em Portugal

Monique Mello - 25/06/2022 08h46 | atualizado em 25/06/2022 08h51

Rodrigo Pacheco Foto: Roque de Sá/Agência Senado

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), fez nesta sexta (24), uma defesa enfática do processo eleitoral brasileiro e afirmou que o resultado das urnas será respeitado “pelas instituições e pela sociedade”. As declarações do senador foram dadas em Lisboa, após participar da Conferência Brasil e Portugal – Perspectivas de Futuro.

Ao ser questionado se o presidente Jair Bolsonaro (PL) poderia tentar uma ruptura institucional caso seja derrotado na disputa presidencial, Pacheco afirmou que “não há hipótese de retrocesso”.

– Vamos ter o resultado eleitoral, seja ele qual for, respeitado pelas instituições e pela sociedade. É assim que as coisas funcionam, e é assim que deve ser – disse ele.

Pouco antes, ao defender a democracia como “conquista da sociedade brasileira”, Pacheco afirmou que “qualquer mínimo arroubo, qualquer bravata contra o estado democrático de direito, merecerá da presidência do Senado e dos senadores pronta reação, porque é inadmissível se pensar em algo diferente de democracia no país”.

Pacheco classificou o Senado como uma “Casa madura” e disse que os senadores têm independência por terem, em sua maioria, oito anos de mandato.

– Somos uma casa revisora, dedicada à moderação, que tem de agir, sobretudo nesses momentos de polarização, para acalmar os ânimos. O Senado tem maturidade para entender o que é bom para o país – afirmou.

A conferência da qual o parlamentar brasileiro participou integra o calendário de comemorações conjuntas do Bicentenário da Independência, realizada na Fundação Calouste Gulbenkian, no centro de Lisboa.

Pacheco também defendeu mais uma vez a eficiência e a lisura do sistema eleitoral do Brasil de “questionamentos descabidos” e ressaltou que a proposta do voto impresso foi derrotada no Legislativo.

*AE

Leia também1 Comitê da Petrobras aprova Paes de Andrade para a Presidência
2 Após brigar pela 3ª via, Doria diz que vai votar nulo
3 PSOL quer ministro da Justiça na Câmara para falar do MEC
4 Randolfe pretende acionar mais uma vez o STF contra Bolsonaro
5 Gilmar Mendes convoca reunião com estados e União sobre ICMS

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.