Leia também:
X CRM-DF sobre lockdown em Brasília: “Se mostrou ineficaz”

Deputado quer barrar a peça ‘Precisamos matar o presidente’

Para Otoni de Paula, obra "incita a violência e prega o homicídio de uma pessoa específica"

Henrique Gimenes - 01/03/2021 16h35 | atualizado em 01/03/2021 17h28

Deputado federal Otoni de Paula Foto: Reprodução

O deputado federal Otoni de Paula (PSC-RJ) acionou a Procuradoria-Geral da República (PGR) para impedir a peça “Precisamos matar o presidente” de ser encenada. Em notícia-crime protocolada nesta segunda-feira (1º), o parlamentar pediu ainda a instauração de um inquérito contra o grupo teatral responsável pela obra.

A peça, do diretor e ator Davi Porto, é encenada pelo grupo de teatro Blabonga, do Rio de Janeiro. Otoni de Paula quer apurar se há incitação à violência contra o presidente Jair Bolsonaro.

– Essa peça foi construída do ódio ao presidente. Incita a violência e prega o homicídio de uma pessoa específica, o chefe da nação. Isso pode ter consequências imprevisíveis – apontou.

A peça tem data de estreia marcada para o dia 6 de março. Para o deputado, no entanto, a obra pode acabar inspirando “outros Adélios”.

– Um conteúdo de tanto ódio pode gestar atos criminosos em mentes vitimadas por ideologias, preconceitos e aversões diversas, sem controle… o [que] estão chamando de trabalho artístico se enquadra como uma grave ameaça à integridade física do presidente – destacou o deputado.

Cartaz de divulgação da peça

Leia também1 Bolsonaro: 'Parece que quanto mais morrer, melhor para alguns'
2 Bolsonaro: “Não errei nenhuma previsão sobre a Covid”
3 Ao lado de Marina e Manuela, Huck fala em "somar forças"
4 Bolsonaro diz que "está quase tudo certo" para novo auxílio
5 Advogados conservadores dizem que OAB tenta intimidá-los

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.