Leia também:
X Moro celebra aprovação do pacote anticrime no Senado

Operação contra fraude mira vice-governador do Pará

Lúcio Vale teria envolvimento com esquema que fraudou licitações

Paulo Moura - 12/12/2019 08h42 | atualizado em 12/12/2019 08h43

Lúcio Vale é atualmente vice-governador do Pará Foto: Câmara dos Deputados/Nilson Bastian

O vice-governador do Pará, Lúcio Vale (PL), é alvo na manhã desta quinta-feira (12), de mandados de busca e apreensão como parte de uma operação da Polícia Federal, que tem como objetivo desarticular uma organização criminosa responsável por fraudar licitações e contratos públicos em 10 cidades do Pará.

A ação, denominada de Vissaium, é parte da segunda fase da Operação Carta de Foral. As investigações apontam que, entre 2010 e 2017, o grupo criminoso investigado pela polícia teria movimentado mais de R$ 39 milhões em recursos públicos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Os mandados cumpridos na manhã desta quinta foram autorizados pela 4ª Vara de Justiça de Belém e são relacionados a fatos anteriores ao mandato de Lúcio.

Os crimes investigados contra o grupo são fraude em licitação, simulação de entrega de merenda escolar e pagamento de vantagem indevida a agentes públicos.

Leia também1 Moro celebra aprovação do pacote anticrime no Senado
2 Secom nega indicativo de câncer de pele em Bolsonaro
3 Pacote anticrime é aprovado no Senado e texto vai à sanção

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.