Leia também:
X Barroso se desculpa por usar expressão considerada racista

Omar Aziz afirma que CPI não ouvirá Queiroga e Guedes

Ministro da Saúde seria convocado pela terceira vez

Pleno.News - 05/10/2021 10h44 | atualizado em 05/10/2021 11h06

Senadores Omar Aziz e Randolfe Rodrigues Foto: Agência Senado/Leopoldo Silva

O presidente da CPI da Covid, Omar Aziz (PSD-AM), afirmou que a comissão não vai convocar o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e o da Economia, Paulo Guedes, para depoimentos na próxima semana, quando se espera finalizar os trabalhos do colegiado.

A oitiva dos dois chegou a ser aventada por integrantes da cúpula da CPI, mas não era uma unanimidade entre senadores do grupo, entre eles, o próprio Aziz. O objetivo era chamar Queiroga pela terceira vez, agora para falar sobre a suspensão da vacinação contra Covid-19 de adolescentes acima dos 12 anos sem comorbidade, medida que provocou reação de governadores e especialistas.

Já Guedes seria convocado para explicar se a área econômica defendeu o “kit Covid” para evitar paralisação da economia.

Para Aziz, no entanto, convocar Queiroga seria “dar palco para doido”.

– O Queiroga não vai somar. Vai lá dizer aquelas coisas, que vacinou 300 milhões de brasileiros, não vai acrescentar nada – disse o presidente da CPI.

Em relação ao titular da Economia, o senador acredita que os assuntos referentes a ele podem ser abordados também em uma possível convocação do ministro pela Comissão de Assuntos Econômicos do Senado (CAE), para explicar as acusações de que possui empresas em paraísos fiscais.

*AE

Leia também1 STF arquiva pedido contra Omar Aziz por críticas a Bolsonaro
2 Senador Randolfe desloca o ombro jogando bola no Amapá
3 CPI: Hang celebra "recorde de audiência" e agradece o convite dos senadores
4 Com Hang, TV Senado bateu recorde de audiência da CPI
5 Funcionários da Prevent Senior fazem ato em favor da empresa

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.