Leia também:
X Aziz afirma que quebra de sigilo da Jovem Pan não será votada

“O povo de bem precisa andar armado”, defende Bolsonaro

Presidente cita exemplo da população norte-americana

Monique Mello - 03/08/2021 12h51 | atualizado em 03/08/2021 14h39

Presidente Jair Bolsonaro em conversa com apoiadores Foto: Reprodução

Em conversa com apoiadores na saída do Palácio da Alvorada, na manhã desta terça-feira (3), o presidente Jair Bolsonaro defendeu o armamento da população.

– Todas as ditaduras precederam a campanha de desarmamento. Comigo é diferente. O povo de bem tem que estar armado, a exemplo do povo americano, para que, exatamente, protótipos de ditadores não queiram fazer valer a sua vontade – disse o presidente.

O assunto era a “batalha” travada entre o chefe do Executivo e o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), na figura do atual presidente, o ministro Luís Roberto Barroso. Bolsonaro afirmou que não aceitaria intimidações e aludiu a uma passagem bíblica (Mateus 10:28), parafraseando-a.

– Nada temeis, nem mesmo a morte, a não ser a morte espiritual, que é eterna – declarou.

– Jurei dar minha vida pela pátria, no caso de uma ameaça externa ou interna. E o Brasil está sendo agredido internamente – completou.

De acordo com Bolsonaro, o Brasil está mudando, pois tem um presidente que “respeita militares, família, e é leal ao seu povo”.

Leia também1 Voto auditável: Bolsonaro sugere ato em SP como "último recado"
2 "Barroso presta um desserviço à nação", afirma Jair Bolsonaro
3 Renan sobre pedido de quebra de sigilo da Jovem Pan: "Equívoco"
4 Militares divulgam dura nota contra TSE e suspeitam da Corte
5 Fux: "Independência dos Poderes não implica impunidade"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.