Leia também:
X Ciro vota e indica possível saída da política se perder

O Antagonista repudia censura de Moraes e vai recorrer

Ministro mandou remover reportagem que mostrava preferência de líder do PCC pelo ex-presidente Lula

Pleno.News - 02/10/2022 12h50 | atualizado em 02/10/2022 14h22

Ministro Alexandre de Moraes é presidente do TSE Foto: EFE/Fernando Bizerra Jr.

O Antagonista, um dos portais censurados pelo presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) Alexandre de Moraes, se manifestou sobre a decisão do ministro. O site declarou que cumprirá a determinação, removendo a matéria que mostrava a preferência do líder do PCC, Marcola, pelo ex-presidente Lula (PT), mas frisou que irá recorrer.

– O Antagonista vai cumprir a decisão de Moraes e recorrer ao Supremo, consciente de seu direito de exercer, sem restrições, o princípio constitucional da liberdade de imprensa e de expressão – destacou o portal.

O veículo de comunicação ainda disse repudiar as “acusações e ilações” do ministro, que classificou o conteúdo como “inverídico e descontextualizado”.

– O Antagonista repudia as acusações e ilações, reafirmando a veracidade das informações publicadas, baseadas integralmente nos autos de inquérito que tramita na Justiça Federal. Ressalte-se que declarar preferência pela vitória de determinado candidato, como está nítido nas transcrições e áudios reproduzidos, não se confunde com o alegado direito ao exercício do voto, suspenso a condenados – assinalou o site.

O Antagonista também lembrou que essa não é a primeira vez que tem uma matéria censurada pelo ministro.

– Em 2019, Moraes também censurou a reportagem O amigo do amigo do meu pai, baseada em documentos encaminhados à Lava Jato pelo delator Marcelo Odebrecht, ex-presidente do grupo empresarial – pontuou.

DECISÃO DE MORAES
Em sua determinação, Moraes afirmou que o conteúdo era “inverídico e descontextualizado”, pois, mesmo que Marcola tenha dito que Lula era “melhor” que Bolsonaro em interceptação da Polícia Federal (PF), ele não chegou a declarar voto explícito no petista.

O magistrado estipulou multa de R$ 100 mil em caso de descumprimento, e R$ 15 mil para novos compartilhamentos.

No diálogo reproduzido pelas reportagens interceptado em maio do ano passado, Marcola afirma que Lula “é melhor [que Bolsonaro], mesmo sendo pilantra”.

– Lula também é sem futuro, só que entre os dois, não dá nem para comparar um com o outro – completou Marcola.

Leia também1 Moraes censura matérias e posts sobre Marcola, do PCC, e Lula
2 Bolsonaro: "Em eleição limpa, ganharemos no mínimo 60%"
3 Com a camisa do Brasil, Jair Bolsonaro vota no Rio de Janeiro
4 Em rede nacional, Moraes reafirma segurança das urnas
5 Jair Bolsonaro sobre o 1º turno: "Papai do céu que decide"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.