Leia também:
X 10 razões pelas quais cristãos deviam parabenizar Bolsonaro

Novos vice-líderes do governo são nomeados. Veja quem são

Quatro parlamentares foram indicados pelo deputado federal Major Victor Hugo

Camille Dornelles - 30/09/2019 11h01

Nesta segunda-feira (30) foram nomeados quatro novos vice-líderes para a Câmara dos Deputados. Os nomes foram indicados pelo governo federal e são três do partido do presidente (PSL) e um do partido PROS, que não é da base aliada do governo e nem da oposição.

São eles: Eros Biodini (PROS-MG), Daniel Silveira (PSL-RJ), Aline Sleutjes (PSL-PR) e Caroline de Toni (PSL-SC). A indicação dos quatro foi feita pelo líder do governo na Câmara, Major Vitor Hugo (PSL-GO).

Eros Biodini é um cantor e médico veterinário que cumpre seu terceiro mandato como deputado federal por Minas Gerais. Ele votou a favor do impeachment de Dilma Rousseff, pela investigação de Michel Temer e a favor da lei que torna o aborto um crime.

Daniel Silveira é um policial militar bacharel em Direito e cumpre seu primeiro mandato político. Ele ficou conhecido no episódio em que, junto com o deputado estadual Rodrigo Amorim, quebrou uma placa com o nome da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ).

Aline Sleutjes é educadora física, professora e agente administrativa. Cumpre seu primeiro mandato como deputada federal após ter cumprido dois mandatos como vereadora de Castro, Paraná.

Caroline de Toni é uma advogada que cumpre seu primeiro mandato como deputada federal. Nas eleições, foi a que apresentou o menor custo por voto de todos os eleitos a deputado federal em Santa Catarina.

A deputada federal Major Fabiana (PSL-RJ) foi desligada da vice-liderança do governo.

Leia também1 Bolsonaro aprova 4 deputados para vice-líder na Câmara
2 Após reunião, vice em chapa de Macri elogia Bolsonaro
3 Deputada Joice Hasselmann quer impedir CPI da Lava Jato

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.