Leia também:
X Janaina diz que perfil de Tarcísio seria positivo para São Paulo

“Nossa turma não é do petrolão, do mensalão e da rachadinha”

A declaração foi feita pelo ex-juiz Sergio Moro durante evento de filiação de Deltan Dallagnol ao Podemos

Henrique Gimenes - 10/12/2021 14h47 | atualizado em 10/12/2021 15h47

Ex-ministro da Justiça Sergio Moro Foto: Agência Brasil/Fernando Frazão

Nesta sexta-feira (10), o ex-ministro da Justiça Sergio Moro participou do ato de filiação do ex-procurador Deltan Dallagnol ao Podemos. E, no evento, ele disparou críticas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ao presidente Jair Bolsonaro e aos apoiadores de ambos.

Moro pretende disputar a Presidência da República em 2022 e deve ter Lula e Bolsonaro como adversários. Sem citar os nomes dos rivais, o ex-juiz apontou que seu partido não precisa “esconder ninguém”.

– Nossa turma não é a do mensalão, não é a turma do petrolão, não é a turma da rachadinha. Aqui não precisamos esconder ninguém. Podemos sair às ruas juntos. Essa tem que ser a cara da política do país – ressaltou.

Sobre a filiação de Deltan, Sergio Moro afirmou que o ex-procurador é o tipo de pessoa que o Podemos deseja ter em seu quadro.

– É exatamente esse tipo de pessoa que a gente quer no Podemos. Precisamos transformar o Podemos numa gigante força-tarefa. Precisamos transformar o país numa gigantesca força-tarefa – destacou.

O ex-ministro da Justiça ainda chamou de corajosa a decisão de Deltan Dallagnol de filiar-se ao partido.

– Não tenho dúvidas de que ele vai ser o deputado mais votado neste estado – apontou.

Leia também1 Lula na Argentina: “Bolsonaro é fascista, e Moro é neofascista”
2 Sergio Moro recorre ao STF após ser criticado por Jair Bolsonaro
3 Para Fábio Faria, Sergio Moro é “Bangu no meio de Fla-Flu”
4 Atriz da Globo cancela peça em teatro que recebeu Sergio Moro
5 Porchat nega voto em Moro e diz qual será seu candidato em 2022

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.