Leia também:
X Membros do PCC planejaram atacar Moro durante as eleições

No Telegram, Lula tenta obter lucro político com êxito da PF

Polícia Federal é um órgão de Estado, não de governo

Marcos Melo - 23/03/2023 17h53 | atualizado em 23/03/2023 19h41

Publicação no Telegram de Lula Foto: Reprodução/Telegram

O canal oficial do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no Telegram fez uso político da operação da Polícia Federal (PF) que prendeu nove criminosos que arquitetavam um plano para matar o senador Sergio Moro (União Brasil-PR) e sua família (esposa e filhos).

Em uma publicação na rede social, na noite desta quarta-feira (22), o petista disse “que a sua Polícia Federal” “salvou a vida” do adversário, desvirtuando o ofício da PF como um órgão de governo, quando deveria ser de Estado.

– Sem rancores e farpas. Aqui tem trabalho! PF de Lula salva a vida de Moro. E essa operação prova por A mais B que União e Reconstrução vai além disso – diz a postagem que toma para si uma vitória que é, de fato, da Polícia Federal.

No entanto, em desalinho a todo o discurso publicado em suas redes sociais e de seus aliados, Lula abdicou dos fatos e investiu na retórica de que tudo isso é uma “armação do Moro”.

Leia também1 Flávio sobre Lula: "Não é senilidade, pessoas sem caráter também envelhecem"
2 Moro critica Lula após fala de armação: "Não tem vergonha?"
3 Andréia Sadi critica Lula por falas sobre Moro: "Vingativo"
4 Moro sobe o tom: "Se acontecer algo com minha família, responsabilidade é do presidente"
5 Colunista perde a paciência e diz que Lula "enlouqueceu"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Canal
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.