Leia também:
X Esquerda adotará Hino Nacional e cores da bandeira em protesto

No Brasil, Moro se ‘anima’ com pesquisa: “Vou ser presidente”

Partido Podemos encomendou pesquisa que coloca o ex-juiz em posição "confortável"

Monique Mello - 28/09/2021 12h58 | atualizado em 28/09/2021 13h36

Ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro Foto: Agência Brasil/Marcelo Camargo

No Brasil desde a última semana, Sergio Moro se encontrou com aliados do Podemos para tratar de sua possível candidatura nas eleições presidenciais de 2022. Embora também avalie disputar vaga no Senado, a reunião o teria animado a dizer que “vai ser presidente”, de acordo com interlocutores.

A reunião contou com a participação de três senadores (Álvaro Dias, Flávio Arns e Oriovisto Guimarães) e da presidente nacional do Podemos, Renata Abreu. O partido apresentou ao ex-ministro uma pesquisa interna, encomendada pelo grupo, que o coloca em posição confortável. De acordo com a pesquisa ainda não divulgada, Moro teria 10% dos votos, ficando à frente de Ciro Gomes. Isso o colocaria como a grande força da terceira via, que tenta emplacar um adversário de Lula e Bolsonaro.

O ex-ministro da Justiça deve anunciar sua decisão apenas em novembro, mês em que termina o contrato dele com a empresa Alvarez & Marsal. No entanto, a empresa pode renovar o contrato com o advogado, cujo ganhos mensais, como diretor-executivo do escritório de Washington (EUA), são maiores que os proventos de um senador ou de um presidente da República.

Até o fim do ano, Moro ainda vai lançar um livro antes de eventualmente anunciar sua candidatura e realizar outras conversas sobre o Brasil.

Leia também1 Eleições 2022: Mandetta afirma que irá se encontrar com Moro
2 Deputado apresenta PL que pode barrar candidatura de Lula
3 'Escondido' e sem povo nas ruas, Ipec dá vitória a Lula no 1º turno
4 Esquerda adotará Hino Nacional e cores da bandeira em protesto
5 Equipe da Globo é atacada com pedradas em aldeia indígena

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.