Leia também:
X Bolsonaro: “Não vou admitir um sistema fraudável de eleições”

Não há impeachment em cima de discursos, afirma Lira

Presidente da Câmara disse que não há disposição política para o procedimento

Henrique Gimenes - 01/07/2021 20h36 | atualizado em 01/07/2021 20h40

Presidente Jair Bolsonaro e o presidente da Câmara, Arthur Lira Foto: PR/Isac Nóbrega

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), voltou a falar sobre o “superpedido de impeachment” contra o presidente Jair Bolsonaro e disse que não pretende dar prosseguimento ao pedido. Em declaração à imprensa, ele afirmou que “não há impeachment em cima de discursos. Há impeachment em cima de materialidade e disposição política”.

O “superpedido de impeachment” foi apresentado nesta quarta-feira (30) por partidos de oposição, políticos e entidades e engloba elementos de outros 123 pedidos já apresentados contra Bolsonaro.

Lira comentou o pedido e falou sobre depoimentos no Senado que falaram sobre supostos esquemas de corrupção no Ministério da Saúde.

– Não se tocou neste assunto aqui porque é como eu disse ontem: impeachment não se faz com depoimentos. Está aí a confusão. Um dá um depoimento de um jeito, outro dá um depoimento de outro. Um dia tem uma situação, no outro dia, a situação se reverte. Então, a CPI que está instalada vi ter o seu fluxo normal, ou se tiver número de assinaturas suficiente, será prorrogada. Enfim, vai seguir o seu curso – destacou.

Lira ainda disse que não materialidade nos crimes apontados contra o presidente.

– Como eu disse, não há impeachment em cima de discursos. Há impeachment em cima de materialidade e disposição política, o que não se apresenta neste momento – apontou.

Leia também1 Bolsonaro: 'Quero ver a reação da imprensa com a CPI'
2 Diretor da CIA se encontra com ministros do governo Bolsonaro
3 CPI embaralha o trabalho do Congresso, diz Guedes
4 Narrativa de que governo pediu propina é apócrifa, diz Bezerra
5 Parlamentares pedem CPI Mista para investigar estados

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.