Leia também:
X Visionário, Arolde de Oliveira faz parte da história do gospel

‘Ninguém vai obrigar ninguém a tomar vacina’, diz Bolsonaro

Em sua live semanal, presidente criticou o governador de São Paulo, João Doria, e falou sobre a Covid-19

Henrique Gimenes - 22/10/2020 20h54 | atualizado em 22/10/2020 21h43

Presidente jair Bolsonaro em sua live semanal Foto: Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro voltou a falar, nesta quinta-feira (22), sobre um tema que anda em discussão no Brasil nos últimos dias; a vacina da Covid-19. Em transmissão ao vivo pelas redes sociais, ele disse que não irá obrigar ninguém a tomar a imunização e criticou o governador de São Paulo, João Doria.

Bolsonaro, no entanto, não usou o nome de Doria durante suas críticas.

– Agora tem um governador, que não vou falar o nome dele, está buscando maioria no cenário estadual (…) Eles querem entrar com uma ação no STF para que o Supremo determine se em cada estado a vacina será obrigatória ou não (…) São Paulo não temos dúvida, se isso acontecer, que será obrigatória (…) Até porque o governador [João Doria] disse há poucos dias que a vacina será obrigatória – ressaltou.

Ele então questionou aos presentes se alguém já tinha visto algum chefe de estado defender a obrigatoriedade da imunização.

– Dá para imaginar obrigar alguém a tomar uma vacina? A OMS [Organização Mundial de Saúde] acabou de dizer, a diretora, que não será obrigatória a vacina. Alguém já viu algum chefe de estado no mundo falar que a vacina será obrigatória? – indagou.

O presidente disse que não irá impor a vacina a ninguém.

– Outra coisa, queria que comprasse 100 milhões de dólares em vacina da China. E a vacina não está pronta ainda. Não foi reconhecida pelo Ministério da Saúde, não foi certifica pela Anvisa. E eu estou vendo órgãos de imprensa batendo em mim (…) Ninguém vai obrigar ninguém a tomar vacina. E quem não tomar, se ele se contaminar e vier a falecer um dia, a responsabilidade é dele. Agora forçar o cara a tomar uma vacina? – apontou.

Por fim, Bolsonaro defendeu a liberdade da população decidir o que pretende fazer.

– O que serviu essa pandemia para revelar foram os aprendizes de ditadores. Figuras nanicas, hipócritas, idiotas e boçais achando que mandam no estado dele. “Vai tomar vacina”. Vai tomar você, pô. Vacina é o que você bem entender (…) E o povo não vai admitir isso aí. Eu duvido que a Justiça vai obrigar alguém a tomar uma vacina uma dia. Isso não existe. Brasileiro tem liberdade e ponto final – destacou.

Leia também1 Em live, Bolsonaro lamenta a morte de Arolde de Oliveira
2 "Miriam Leitão é obcecada por falar mal do governo Bolsonaro"
3 "O Brasil hoje fala de liberdade", destaca Araújo durante evento
4 Bolsonaro entrega a Grã-Cruz da Ordem de Rio Branco a Salles
5 Bolsonaro cita fala da OMS contra vacinação obrigatória

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.