Leia também:
X Daniel Silveira diz que registrará candidatura ao Senado pelo RJ

“Ninguém culpou governo PT por morte de Dorothy Stang”

Declaração foi dada pelo presidente Jair Bolsonaro durante evento no Palácio do Planalto

Henrique Gimenes - 16/06/2022 14h24 | atualizado em 17/06/2022 09h06

Presidente Jair Bolsonaro Foto: Isac Nóbrega/PR

O presidente Jair Bolsonaro rebateu, nesta quarta-feira (15), críticas que recebeu sobre a atuação do seu governo no caso do desaparecimento do jornalista britânico Dom Phillips e do indigenista Bruno Araújo. Durante uma cerimônia no Palácio do Planalto, Bolsonaro lembrou do assassinato da missionária norte-americana naturalizada brasileira Dorothy Stang, ocorrido em 2005, no Pará, e disse que ninguém culpou o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A declaração ocorreu horas antes de as equipes de busca encontrarem os corpos de Dom e Bruno.

– Desde o primeiro dia, domingo retrasado, a nossa Marinha estava em campo. Tão me culpando agora por isso. Quando mataram a Dorothy Stang, lá trás, ninguém culpou o governo, era de esquerda. Mas tudo bem – pontuou.

Na época, Lula recebeu algumas críticas após o assassinato já que autoridades federais foram alertadas sobre as ameaças que a missionária vinha sofrendo. A família de Dorothy Stang também enviou uma carta aberta ao petista.

Leia também1 Dom e Bruno: Lula e Alckmin publicam pêsames com indireta ao governo
2 Daniel Silveira diz que registrará candidatura ao Senado pelo RJ
3 TSE divulga quanto cada partido irá receber do fundão eleitoral
4 Bolsonaro rebate Casagrande: "Contra o crime somos cruéis"
5 Suspeito confessou assassinato de Bruno e Dom, diz PF no AM

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.