Leia também:
X Ministério da Saúde planeja ‘Dia D’ contra Covid com cloroquina

“Não suporto corrupção”, diz novo secretário de Saúde do Rio

Carlos Alberto Chaves é conhecido pela linha dura e por fazer choques de gestão

Rafael Ramos - 25/09/2020 12h58 | atualizado em 25/09/2020 13h26

Carlos Alberto Chaves assume a Saúde no Rio de Janeiro Foto: Reprodução

Com fama de xerife e conhecido por fazer choques de gestão, o médico Carlos Alberto Chaves foi escolhido como novo secretário de Saúde do Rio de Janeiro. Carlos é ex-diretor de hospitais estaduais e da central de regulação de leitos. Ele se encontrou, nesta sexta-feira (25), com o governador em exercício Cláudio Castro.

– O problema na saúde não é de agora. Vamos saber o que aconteceu de errado e ir nos controles sociais, no Ministério Público, na Defensoria para conversar de uma maneira correta para poder saber o que deve ser feito. E vamos resolver os problemas, se Deus quiser. E quem me conhece sabe, que eu eu não admito e não suporto a corrupção na Saúde. Eu venho de família muito humilde e sei onde dói, sei o valor do SUS para o cidadão da ponta.

O médico é o quarto a ocupar o cargo no governo do Estado em pelo menos seis meses. Antes dele, a cadeira era chefiada por Edmar Santos, que foi preso no dia 10 de julho sob a acusação de fazer parte de um esquema de fraudes na compra de respiradores para cuidar de pacientes com Covid-19.

No lugar de Edmar, entrou o médico e então diretor do Hospital Universitário Gaffrée Guinle, Fernando Ferry, que ficou apenas 36 dias no cargo. O cargo acabou indo para o coronel do Corpo de Bombeiros Alex Bousquet, que pediu exoneração após o afastamento do governador Wilson Witzel, que teve a abertura de seu impeachment aprovada por 69 votos a 0.

Leia também1 Ministério da Saúde planeja 'Dia D' contra Covid com cloroquina
2 Venda dos Correios pode render até R$ 15 bilhões ao governo
3 Governo realiza nova rodada de leilão de bens do tráfico
4 Liesa cancela desfiles do grupo especial para o Carnaval de 2021
5 Bolsonaro não descarta apoiar eleições em SP, Santos e Manaus

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.