Leia também:
X Revista Crusoé ataca Bolsonaro e o chama de “Capitão Factoide”

“Não haverá nada no dia 7 de setembro”, afirma Arthur Lira

Presidente da Câmara comentou que o esforço será para que os movimentos "aconteçam e sejam pacíficos"

Paulo Moura - 27/08/2021 11h39 | atualizado em 27/08/2021 12h00

Presidente da Câmara, Arthur Lira
Presidente da Câmara, Arthur Lira Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), afirmou nesta sexta-feira (27) que “não haverá nada” no dia 7 de setembro, em referência a possíveis problemas nas manifestações marcadas para o próximo Dia da Independência a favor do presidente Jair Bolsonaro. Em sua fala, Lira afirmou que o esforço será para que os movimentos de rua “aconteçam e sejam pacíficos”.

– O humor das bolsas de mercado está na hipótese do 7 de setembro. Pelo amor de Deus, não haverá nada no 7 de setembro. A gente tem que se esforçar para que os movimentos de rua aconteçam e sejam pacíficos. Grandes ou pequenos, isso é irrelevante – disse Lira durante um evento online da Federação Brasileira de Bancos (Febraban).

Durante seu discurso, Lira ainda falou sobre as questões políticas recentes no país e declarou que o presidente Jair Bolsonaro é “de uma maneira ou de outra” quem pauta o Brasil.

– Certo ou errado, pautou com a situação do voto impresso e agora com o 7 de setembro. Nunca se falou tanto no 7 de setembro na história do país, pelo menos [desde] que eu me entendo como gente – completou.

Leia também1 Revista Crusoé ataca Bolsonaro e o chama de "Capitão Factoide"
2 Sophia Vitória apresenta seu novo single Nível Mais Profundo
3 Solidários, João Bosco e Vinícius propõem gravar com Sérgio Reis
4 Juíza processa jornalista que criticou soltura de traficantes
5 Jair Bolsonaro rebate Lula sobre comparação com Maduro

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.