Leia também:
X Felipe Neto exalta vandalismo da esquerda: “Fogo nos genocidas”

‘Não gostar de mim tudo bem, mas ser apaixonado pelo Lula?’

Presidente criticou apoiadores do petista

Monique Mello - 24/07/2021 19h56 | atualizado em 24/07/2021 20h16

Presidente Jair Bolsonaro Foto: Marcos Corrêa/PR

Neste sábado (24), em conversa com apoiadores em Brasília acerca das eleições, o presidente Jair Bolsonaro voltou a apontar que anulação das condenações impostas ao ex-presidente Lula são parte de um suposto plano para colocá-lo no Planalto.

– Vocês acham que alguém ia tirar um bandido da cadeia, ia torná-lo elegível, para não ser presidente, na fraude? Não tem que raciocinar, é isso. Geralmente quem frauda é quem está no governo, eu estou dando a chance para ele ganhar no primeiro turno com voto impresso. Ele é o primeiro a ser contra – disse Bolsonaro.

O chefe do Executivo referiu-se também às críticas que recebe, analisando que, pior do que não gostar dele é ser “apaixonado” pelo petista.

– O cara não gostar de mim tudo bem, mas ser apaixonado pelo Lula? Desvios, roubalheira em tudo quanto é lugar. Um milagre eu estar aqui; dois: a vida e a eleição. E um terceiro, permanecer na cadeira. O que muita gente quer é o poder, a volta da impunidade e da corrupção. Será que não conseguem enxergar isso? […] Querem me criticar, critiquem, até gente que se diz de direita, né? Tudo bem, se eu sair fora, você vai ficar com quem em 2022? – completou o presidente.

Leia também1 Brasileiros assinam carta contra embargo de Biden à Cuba
2 Vereador do PT é preso durante protesto contra Jair Bolsonaro
3 João Doria 'aposta' em Lula no 2° turno, mas sem Bolsonaro
4 Lula cogita indicar Rodrigo Maia a Ministério em caso de eleição
5 Flávio Dino teria alertado Lula sobre possível atentado em 2022

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.