Leia também:
X Bolsonaro acredita em segundo turno para Rio e São Paulo

Na GloboNews, presidente da Anvisa “desmascara” jornalistas

Antonio Barra Torres negou qualquer tipo de politização no órgão

Pleno.News - 30/10/2020 17h28 | atualizado em 30/10/2020 20h47

Presidente da Anvisa, Antonio Barra Torres, em entrevista à GloboNews Foto: Reprodução

Durante uma entrevista dada a jornalistas na GloboNews nesta quinta-feira (29), o presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antonio Barra Torres, precisou corrigir informações dadas pelos profissionais da emissora. Um vídeo do momento foi compartilhado pelo presidente em suas redes sociais.

A gravação mostra Mônica Waldwovel questionado o presidente da Anvisa sobre um risco de uma “politização exagerada acabar afetando o ritmo na aprovação de vacinas” da Covid-19. Ela também falou sobre uma nova diretora do órgão e um apoio incondicional ao presidente Jair Bolsonaro. Ao final de seu comentário, a jornalista afirmou que “de fato a Anvisa também está politizada”.

Antonio Barra, então, respondeu.

– Eu lamento profundamente a assessoria errada que você teve. A diretora que deu a tal festa de R$ 150 e poucos mil com dinheiro do hospital antecede a doutora Cristiane Rose Jordan. Portanto sua assessoria errou (…) É uma pena. Inclusive a Rede Globo ontem mostrou documentos assinados pela doutora Cristiane Rose Jordan já dando conta do estado precário desses equipamentos – apontou.

Nesse momento, o presidente da Anvisa foi cortado pelo apresentador, que pediu a ele uma resposta sobre a politização da vacina. Ele então complementou.

– E também ela erra quando diz que fizemos um juramento ao presidente. A reunião foi pública, foi transmitida para milhões de espectadores. Eu peço que reproduzam –

Antonio Barra Torres então foi interrompido mais vez pelo apresentador, que voltou a pedir que ele falasse sobre uma suposta politização da Anvisa.

Antes de responder, Mônica Waldwovel retomou a palavra, negou que tenha falado em “juramento”, disse que iria conferir a questão da diretora e pediu desculpas pelo erro. O diretor da Anvisa então deu sua resposta e negou qualquer politização no órgão.

– É uma pergunta boa de ser feita, quem está politizando essa questão. Os pareceres da Anvisa são pautados em técnica e informação precisa. Desconhecemos essa questão política. Não somos nem analistas e nem comentaristas políticos. Acho que essa questão política passa do muro para fora da Anvisa – explicou.

Leia também1 Bolsonaro acredita em segundo turno para Rio e São Paulo
2 PSOL quer acionar a Justiça por piada de Bolsonaro com guaraná
3 Eduardo ironiza crítica da Globo a Bolsonaro: "Propaganda grátis"
4 STF começa a julgar pedido do PDT para afastar Paulo Guedes
5 'Governo vai comprar vacina da China', contraria Mourão

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.