Leia também:
X Médico detido no Egito volta ao Brasil e diz que foi infantil

MPF denuncia Filipe Martins por gesto “polêmico” no Senado

Para o MP, movimento feito pelo assessor especial da Presidência foi racista

Henrique Gimenes - 09/06/2021 16h17

Filipe Martins fez gesto polêmico durante audiência no Senado Foto: Reprodução/TV Senado

Nesta terça-feira (8), o Ministério Público Federal (MPF) decidiu denunciar o assessor especial da Presidência da República, Filipe Martins, por um gesto “polêmico” realizado durante uma sessão do Senado. O movimento foi realizado durante uma sessão virtual no dia 24 de março.

Na ocasião, Filipe Martins acompanhava o ministro de Relações Exteriores, Ernesto Araújo, quando fez o gesto com três dedos levantados. Na época, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) ficou irritado e pediu a retirada do assessor da Casa. O movimento feito pelo assessor pode ter vários significados, mas algumas pessoas associam o gesto ao movimento de supremacistas brancos nos Estados Unidos.

Ao denunciar Filipe Martins, o MPF apontou que “ficou evidente” que ele “tinha consciência do conteúdo, do significado e da ilicitude do seu gesto”. Por isso, o órgão apontou que ele irá responder por ter “praticado e induzido a discriminação e o preconceito de raça”.

Na ocasião, o assessor rebateu as acusações e acusou a oposição de querer “tumultuar”. Ele também publicou fotos de gestos semelhantes que não foram associados a racistas.

– A oposição ao governo atingiu um estado de decadência tão profundo que tenta tumultuar até em cima de assessor ajeitando o próprio terno. São os mesmos que veem gesto nazista em oração, que forjam suásticas e que chamam de antissemita o governo mais pró-Israel da história – explicou.

Leia também1 Senador pede quebra de sigilos de Carlos Bolsonaro e Filipe M.
2 Bolsonaro "Se você assiste Globo está desinformado"
3 Câmara: Relator pede suspensão de Daniel Silveira por 6 meses
4 Doria 'ameaça' multar Bolsonaro caso ele não use máscara
5 Governadores inflaram mortes de Covid por mais dinheiro, diz Bolsonaro

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.