Leia também:
X “Somos uma democracia em que há antidemocratas”, diz Cármen

Mourão sobre Barroso: “Forças Armadas não são uma criança”

Vice-presidente comentou sobre fala do ministro do STF

Monique Mello - 25/04/2022 11h10 | atualizado em 25/04/2022 11h46

Hamilton Mourão Foto: Romério Cunha/ VPR

Além do ministro da Defesa, general Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, e o General Ramos, o vice-presidente Hamilton Mourão também reagiu à declaração do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso, em relação às Forças Armadas.

Mourão classificou a fala de Barroso como indevida.

– A fala do ministro Barroso foi indevida, pois as Forças Armadas não são uma criança para serem orientadas. Em todo esse processo, elas têm se mantido à parte, sem manifestações de seus comandantes ou de seus integrantes – disse Mourão em entrevista à Rádio Gaúcha, na manhã desta segunda-feira (25).

DECLARAÇÃO DE BARROSO
Em um evento neste domingo (24), o ministro do STF afirmou que há movimento político com intenção de usar as Forças Armadas para atacar o processo eleitoral no país. Falando a um grupo de estudantes brasileiros por videoconferência, Barroso defendeu as urnas eletrônicas e condenou supostas tentativas de politização dos militares.

– É preciso ter atenção a esse retrocesso cucaracha de voltar à tradição latino-americana de colocar o Exército envolvido com política. É uma péssima mistura para a democracia e uma péssima mistura para as Forças Armadas – disse o ministro durante o Brazil Summit Europe, um evento virtual promovido pela universidade alemã Hertie School, de Berlim.

Leia também1 Ministro da Defesa diz que fala de Barroso é "ofensa grave"
2 General Ramos responde fala de Barroso sobre Forças Armadas
3 Barroso: Forças Armadas estão sendo orientadas a atacar urnas
4 Barroso ordena que PF analise provas da CPI da Covid contra Bolsonaro
5 "Somos uma democracia em que há antidemocratas", diz Cármen

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.