Leia também:
X Amanda polemiza ao dizer que “bandido nem sempre é o mau”

Mourão revela “ruídos” com o presidente Jair Bolsonaro

Vice-presidente disse que sempre procurou ser proativo com o governo

Monique Mello - 28/05/2022 16h38 | atualizado em 30/05/2022 09h22

Hamilton Mourão e Jair Bolsonaro Foto: PR/Marcos Corrêa

Em conversa com empresários, o vice-presidente Hamilton Mourão falou sobre sua relação com o presidente Jair Bolsonaro (PL). De acordo com o general, ele sempre buscou “ser proativo” para cooperar com o governo, principalmente nas questões internacionais.

– O presidente criou muitos ruídos achando que eu estava querendo ultrapassá-lo, que eu queria o lugar dele ou coisas do tipo – disse o general em encontro com empresários, gestores e assessores de investimentos na gestora RPS Capital, na última quarta-feira (25).

Em razão desses “ruídos”, o vice-presidente contou ter tido, no fim de 2020, uma conversa reservada com Bolsonaro.

– Sentei com ele e disse três coisas de forma direta: eu estou aqui para te ajudar, não quero o seu lugar e se não está satisfeito eu renuncio amanhã, mas nesse ponto eu me preocupo com o que pode acontecer no Congresso – revelou.

Sobre a escolha de um novo vice-presidente na corrida à reeleição, Mourão foi direto:

– Como o presidente escolheu um outro candidato, eu poderia pendurar as chuteiras e cuidar dos netos ou tentar uma vaga no Congresso para lutar pelas ideias que transmito. Estou com saúde e vou tentar um lugar no Senado.

Para não confrontar o presidente, Mourão demonstrou escolher as palavras. Sobre a gestão da pandemia de Covid-19, ele fez elogios embora “volta e meia o presidente faz um discurso contrário”.

Sobre a terceira via, Mourão disse não confiar na mesma “porque não conquista o povão”.

– A não ser que um milagre aconteça, mas nem eles conseguem se entender… Não vão passar de 4%, 5% dos votos. A disputa vai ser entre o ex-presidente Lula e Bolsonaro – assinalou.

A RPS Capital tem realizado desde o segundo semestre do ano passado encontros de nomes da política nacional com agentes do setor de investimentos. Rodrigo Maia, Eduardo Leite, Geraldo Alckmin e Sergio Moro já passaram pelo escritório da gestora na avenida Brigadeiro Faria Lima.

Nesse encontro com Mourão, a segurança foi reforçada e as perguntas que seriam feitas foram previamente aprovadas pela assessoria do vice-presidente, que respondeu a apenas cinco.

*AE

Leia também1 Resultado das urnas não será questionado com Exército na rua, diz Mourão
2 Noblat tenta lacrar com enquete, mas Bolsonaro vence por muito
3 Bolsonaro desbanca Lula em São Paulo, diz Paraná Pesquisa
4 Jornal O Globo premia TSE como "Personalidade do Ano"
5 Bolsonaro diz que Fachin "soltou Lula para ser eleito presidente"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.