Leia também:
X Cidade no Rio de Janeiro tem 3° vereador assassinado em 2021

Mourão diz que sugeriu outro nome ao STF para Bolsonaro

"Minha indicação o presidente não quer", disse o general

Monique Mello - 13/10/2021 11h56 | atualizado em 13/10/2021 13h41

Vice-presidente Hamilton Mourão Foto: VPR/Adnilton Farias

O vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) disse que sugeriu outro nome ao presidente Jair Bolsonaro para a vaga no Supremo Tribunal Federal (STF). A confirmação foi feita por ele a jornalistas na chegada ao Palácio do Planalto, na manhã desta quarta-feira (13).

Bolsonaro indicou o ex-advogado da União André Mendonça para a vaga no Supremo. No entanto, o presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), está levando mais tempo que o esperado para marcar a sabatina. Mourão disse discordar da postura do parlamentar.

– Acho que não está correto isso aí. O senador Alcolumbre deveria cumprir a tarefa dele, de presidente da CCJ, botar o nome para ser votado, e acabou. Se for aprovado, muito bem. Se não for, muito bem também. É o papel do Senado confirmar ou não a indicação do presidente da República. Uma coisa eu digo claramente: não está correto – disse Mourão.

O vice-presidente acabou revelando que deu uma sugestão, mas que esta foi vetada por Bolsonaro.

– Minha indicação o presidente não quer. Já havia conversado com o presidente sobre o nome há muito tempo, e o presidente também tem conhecimento do papel e da competência técnica e profissional do desembargador, mas ele tem outras variáveis que leva em consideração para essa decisão – declarou.

Embora tenha dito que não revelaria o nome indicado por ele, o general confirmou, quando perguntado por um jornalista, que se tratava de Thompson Flores Lenz, desembargador federal e ex-presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região.

– Esse aí – confirmou Mourão.

Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz é neto de Carlos Thompson Flores, que foi ministro do STF, e trineto de Carlos Thompson Flores, fundador da Faculdade Livre de Direito de Porto Alegre.

 

Leia também1 Alcolumbre quer travar sabatina de Mendonça até 2023, diz CNN
2 Solto pelo STF, traficante André do Rap completa 1 ano foragido
3 STF nega obrigar Alcolumbre a marcar sabatina de Mendonça
4 AGU diz que Lira não pode ser obrigado a decidir impeachment
5 Bolsonaro faz leitura bíblica em missa e encerra com oração

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.