Moro: “Se tiver irregularidade, eu saio. Mas não houve”

Declaração foi dada pelo ministro da Justiça durante audiência no Senado

Pleno.News - 19/06/2019 17h15

Ministro Sergio Moro em audiência no Senado Foto: Pedro França/Agência Senado

Nesta quarta-feira (19), o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, negou ter cometido qualquer irregularidade na Operação Lava Jato, mas disse que deixa o cargo caso encontrem alguma. A declaração foi dada durante audiência na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado.

Moro foi convidado para falar aos senadores sobre supostos diálogos que teve, enquanto juiz, com procuradores da operação Lava Jato. As conversas foram reveladas pelo site The Intercept e trazem, entre outras coisas, Moro conversando com Dallagnol sobre o caso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Para o ministro, a divulgação em partes do conteúdo é um “sensacionalismo” do site. O ministro ainda disse estar “absolutamente convicto da correção das minhas ações como juiz”.

– Se é esse o problema, então o site apresente tudo e aí a sociedade vai poder ver, de pronto, se houve alguma incorreção da minha parte. Não tenho nenhum apego a cargo em si. Se houver alguma irregularidade de minha parte, eu saio. Mas, não houve – explicou.

A resposta foi dada ao senador Jaques Wagner (PT-BA).

LEIA TAMBÉM+ Desempenho de Moro no Senado empolga redes sociais
+ Moro se disse surpreso "com o nível de vilania" dos hackers


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo