Leia também:
X Caneta afiada! Damares já negou 1.381 pedidos de anistia

‘Moro não teve parcialidade na Lava Jato’, diz empresário

Vice-presidente da Fiesp não vê qualquer irregularidade em ministro quando julgou processos da operação

Paulo Moura - 30/07/2019 10h13 | atualizado em 30/07/2019 12h54

Vice-presidente da Fiesp disse que não vê parcialidade em Moro Foto: Julia Moraes/Fiesp

O empresário José Ricardo Roriz Coelho, de 61 anos, afirmou em entrevista que não viu irregularidades na atuação do ministro Sérgio Moro durante sua atuação como juiz na operação Lava Jato. A declaração foi dada durante entrevista concedida pelo vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) ao jornal Folha de São Paulo.

Questionado sobre se havia a existência de sinais de parcialidade durante os julgamentos da Lava Jato, o também presidente das Associação Brasileira das Indústrias de Plástico (Abiplast) afirmou que não viu qualquer ato que fugisse da atuação correta.

Durante sua fala, Roriz destacou que Moro fez o movimento mais positivo dos últimos 50 anos, que foi trazer para a opinião pública o que ele chamou de relação promíscua entre empresários, políticos e lobistas, entre os setores privado e público.

O gestor também disse que, na opinião dele, existem interesses em derrubar a credibilidade do ministro e enfraquecer a agenda de combate ao crime que ele vem implantando.

– Há interesse de pessoas que de uma certa forma ainda não foram condenadas, ou mesmo algumas condenadas, de desestabilizar o ministro. Facções ligadas ao crime organizado tem todo o interesse em desmontar isso – afirmou.

 

Leia também1 Bolsonaro anuncia criação da Secretaria dos Animais
2 Porta-voz nega que Bolsonaro atacou liberdade de imprensa
3 Veja 10 'fake news' envolvendo o presidente Jair Bolsonaro

WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.