Leia também:
X Menina de 14 anos mata a tia com golpes de faca e panela

Moro alfineta recuo do PT por CPI: “Seria um tiro no pé”

Partido queria investigar o ex-ministro da Justiça, mas desistiu da medida por não ver mais necessidade

Henrique Gimenes - 25/01/2022 19h45 | atualizado em 26/01/2022 10h22

Ex-ministro da Justiça Sergio Moro Foto: Estadão Conteúdo/Sergio Castro

Após o Partido dos Trabalhadores (PT) decidir “recuar” em sua iniciativa de criar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) contra Sergio Moro, o ex-ministro da Justiça decidiu alfinetar o partido. Em suas redes sociais, Moro afirmou que a medida seria um “tiro no pé”.

O recuo foi confirmado pela presidente do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR), ao portal Uol. De acordo com ela, o partido não via mais necessidade de uma investigação.

Ao comentar a situação, no entanto, Moro afirmou que uma CPI seria uma oportunidade de relembrar quem realmente “suborno das empresas investigadas na Lava Jato”.

– O PT recuou da ideia de criar uma CPI contra mim. Percebeu que, além de não haver justificativa legal, seria um tiro no pé, pois a CPI seria uma oportunidade de relembrar aqueles que realmente receberam suborno das empresas investigadas na Lava Jato – apontou.

Leia também1 PT recua, e Gleisi diz não ver 'necessidade' de CPI contra Moro
2 PT quer obter informações sobre atuação de Moro em consultoria
3 Podemos repudia possível CPI contra Sergio Moro: "Ofensa"
4 Eleições: Ciro volta a acenar a Marina para vice-presidência
5 Moro diz que 'destempero' de Bolsonaro abalou economia

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.