Leia também:
X Damares denuncia o comércio de vídeos de estupro de bebês

Moraes: “Se houver repetição de 2018, terá cassação e prisão”

Ministro deu declarações no julgamento da chapa Bolsonaro-Mourão

Monique Mello - 28/10/2021 12h24 | atualizado em 28/10/2021 15h36

Alexandre de Moraes será presidente do TSE em 2022 Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O ministro Alexandre de Moraes afirmou, na manhã desta quinta-feira (28), que, “se houver repetição do que houve em 2018, terá cassação e prisão”. A declaração foi feita por Moraes durante o julgamento, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), da cassação da chapa Bolsonaro-Mourão.

Os processos alegam abuso de poder econômico e uso indevido dos meios de comunicação, em disparos em massa de mensagens, durante as eleições de 2018, das quais Jair Bolsonaro saiu eleito.

Moraes, que será presidente do TSE em 2022, foi enfático ao dizer que tratará com rigor a questão das fakes news nas eleições do ano que vem.

– Se houver repetição do que foi feito em 2018, o registro será cassado. E as pessoas que assim fizerem irão para a cadeia por atentarem contra as eleições e a democracia no Brasil – disse.

Embora acredite que o esquema exista, o ministro votou contra a cassação da chapa, pois não foram apresentadas provas.

Leia também1 Por unanimidade, TSE nega cassação da chapa de Bolsonaro
2 “Há gabinete do ódio, sim”, diz Moraes em voto sobre Bolsonaro
3 Jefferson volta-se contra Jair Bolsonaro: 'Viciou no dinheiro'
4 Bolsonaro vai ao STF contra ação da CPI para bani-lo das redes
5 Roberto Jefferson recusa prisão domiciliar e critica Moraes

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.