Leia também:
X PT acionará Conselho de Ética da Câmara contra Bia Kicis

Moraes prorroga inquérito sobre suposta interferência na PF

Ministro determinou mais 90 dias de investigação

Pierre Borges - 07/01/2022 16h29 | atualizado em 07/01/2022 16h56

O ministro Alexandre de Moraes e o presidente Bolsonaro Fotos: Alan Santos/PR // Joédson Alves/EFE

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu prorrogar por 90 dias o inquérito que investiga o presidente Jair Bolsonaro por suposta interferência na autonomia da Polícia Federal (PF).

A denúncia foi feita pelo ex-ministro da Justiça Sergio Moro, que, ao sair do governo, acusou Bolsonaro de tentar fazer interferências políticas na PF e de tentar colocar no comando do órgão alguém para quem “pudesse ligar, para colher informações”.

Moraes determinou o seguinte:

– Considerando a necessidade de prosseguimento das investigações e a existência de diligências em andamento, nos termos previstos no art. 10 do Código de Processo Penal, prorrogo por mais 90 dias, a partir do encerramento do prazo final anterior (27 de janeiro de 2022), o presente inquérito.

Na época da denúncia, Bolsonaro exonerou o então diretor-geral da PF Maurício Valeixo, nome de confiança de Moro, gerando uma crise interna que culminou na saída de Moro da pasta.

Leia também1 PT acionará Conselho de Ética da Câmara contra Bia Kicis
2 Deputados reagem contra o passaporte vacinal de crianças
3 Estudo: Casos de demência no mundo devem triplicar até 2050
4 Apóstolo Miguel Ângelo lança e-book sobre livro de Apocalipse
5 Saiba qual é o salário de Fátima Bernardes, à frente do Encontro

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.