Leia também:
X Bolsonaro oficializa nomes dos dois indicados para o STJ

Moraes ordena prisão preventiva de homem que criticou o STF

Ivan Rejane já estava preso temporariamente após publicar vídeos entre os quais falou em "pendurar os ministros de cabeça para baixo"

Paulo Moura - 01/08/2022 09h05 | atualizado em 01/08/2022 11h38

Ivan Rejane teve prisão preventiva decretada Foto: Reprodução/YouTube TV Papo Reto

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou a prisão preventiva de Ivan Rejane Fonte Boa Pinto, homem que foi preso por publicar vídeos entre os quais falou em “pendurar os ministros de cabeça para baixo” e caçar políticos de esquerda.

Ivan Rejane já está preso por causa da divulgação do material. No entanto, a prisão era temporária, com prazo de cinco dias, e agora passa a ser preventiva, ou seja, não tem prazo definido de duração. A decisão de Moraes acolhe pedido da Polícia Federal (PF), que alegou que uma eventual soltura de Ivan teria impactos na ordem pública.

– A prisão preventiva se trata, portanto, de medida razoável, adequada e proporcional para garantia da ordem pública com a cessação da prática criminosa reiterada, havendo, neste caso, fortes indícios de que o investigado integra associação criminosa – afirmou o ministro.

Na decisão, Moraes declarou ainda que a PF demonstrou, por meio de transcrição do material apreendido em buscas no endereço de Ivan Rejane, que ele utilizaria a violência como meio de “atingir seu intento criminoso em relação a ministros do STF e políticos”.

A decisão de Moraes contrariou o posicionamento da vice-procuradora-geral da República, Lindôra Araújo, que defendeu neste domingo (31) que Ivan fosse colocado em prisão domiciliar. Na avaliação da vice-PGR, “medidas cautelares diversas da prisão preventiva” eram “suficientes para impedir a reiteração delitiva e assegurar a eficácia da investigação”.

Leia também1 Bolsonaro oficializa nomes dos dois indicados para o STJ
2 Thiago Gagliasso se solidariza com os sobrinhos após racismo
3 Empresário João Paulo Diniz morre, aos 58 anos, no RJ
4 Carlos nega afastamento da campanha de Jair Bolsonaro
5 Quaest: 72% dos brasileiros não sabem qual a função do STF

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.