Leia também:
X Arthur do Val diz que ucranianas ‘são fáceis porque são pobres’

Moraes dá 5 dias para governo explicar ida de Carlos B. à Rússia

Ação foi apresentada ao Supremo Tribunal Federal pelo senador Randolfe Rodrigues

Henrique Gimenes - 04/03/2022 19h55 | atualizado em 04/03/2022 20h11

Ministro Alexandre de Moraes Foto: STF/Rosinei Coutinho

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), deu um prazo de cinco dias para que o governo se manifeste sobre a presença do vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos), do Rio de Janeiro, durante uma viagem do presidente Jair Bolsonaro à Rússia. Além disso, ele pediu informações à Câmara de Vereadores do Rio para saber se Carlos estava de licença para fazer a a viagem.

A viagem ocorreu no dia 14 de fevereiro. A ação foi apresentada ao Supremo pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP). Além de Carlos, o senador também pediu que fosse investigada a ida do assessor Tercio Arnaud à Rússia na comitiva presidencial.

O pedido de Randolfe foi feito no inquérito das milícias digitais, relatado no STF por Moraes. O senador questionou “qual a verdadeira razão para uma viagem à Rússia em momento internacional tão delicado, com uma comitiva sui generis, com ausência de ministros e a presença de numerosos integrantes de seu gabinete do ódio e no início de ano eleitoral”.

A decisão do ministro pode ser vista aqui.

Leia também1 Moraes envia à PGR pedido para investigar ida de Carlos à Rússia
2 Governo Bolsonaro concede visto humanitário a ucranianos
3 China atende Bolsonaro e trocará embaixador no Brasil
4 PT convida Walter Casagrande para disputar vaga no Senado
5 Lula diz que está "limpo" e pede indenização de milhões

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.