Leia também:
X Bolsonaro vai ao Acre e tem recepção calorosa em aeroporto

Moraes cita Rede Globo em sua decisão sobre banir Telegram

Ministro ordenou o bloqueio do aplicativo nesta sexta-feira

Monique Mello - 18/03/2022 17h17 | atualizado em 21/03/2022 14h45

Ministro Alexandre de Moraes, do STF Foto: Agência Brasil/Marcelo Camargo

Em decisão publicada nesta sexta-feira (18), na qual o ministro do STF Alexandre de Moraes ordena a suspensão do Telegram, a Rede Globo é citada em um dos tópicos. No documento de 18 páginas, Moraes cita uma reportagem do Fantástico exibida no último domingo (13).

A referida matéria mostra que o Telegram é usado “para propagar discursos de ódio, tráfico de drogas, comércio de dinheiro de falso, propaganda nazista e vendas de certificados de vacinação”. Para o magistrado, as denúncias feitas na reportagem corroboram para sua decisão contra o aplicativo de mensagens.

– José Milagre, Presidente do Instituto de Defesa do Cidadão na Internet, ressalta que o TELEGRAM “vem sendo considerado vilão da justiça brasileira porque efetivamente não cumpre ordens judiciais, não recebe ordens judiciais” – cita o documento, na reportagem do Fantástico.

– Cléo Matusiak Mazzotti, Delegado da Polícia Federal, a seu turno, argumentou que “[…] toda vez que se pede a colaboração do TELEGRAM, não se obtém resposta. Ele não permite ou não responde aos questionamentos, às solicitações de informação, o que dificulta ou mesmo inviabiliza as investigações policiais” – cita outro trecho do noticiário global, acompanhado de links para o vídeo do programa, bem como do portal G1.

Moraes afirmou que o Telegram age em “desprezo à Justiça” e definiu multa diária de R$ 100 mil para as empresas que não bloquearem o aplicativo.

A íntegra da decisão pode ser vista aqui.

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.