Leia também:
X Doria ‘insiste’ e multa Bolsonaro pela 7ª vez por ‘falta de máscara’

Ministro mostra “erro” da PM de Doria ao contabilizar atos em SP

Fábio Faria questionou o número dado pela corporação de cerca de 125 mil presentes na Avenida Paulista

Henrique Gimenes - 07/09/2021 22h00 | atualizado em 08/09/2021 13h34

Manifestação na Avenida Paulista, em São Paulo Foto: EFE/ Fernando Bizerra

Palco das manifestações a favor do presidente Jair Bolsonaro neste Dia da Independência em São Paulo, a Avenida Paulista foi tomada por pessoas vestindo verde e amarelo. Apesar da multidão, a Polícia Militar (PM) do estado contabilizou o número de manifestantes no local e chegou à conclusão de que havia cerca de 125 mil pessoas.

O número, no entanto, levou a questionamentos nas redes sociais, já que o presidente Jair Bolsonaro chegou a prever cerca de 2 milhões de pessoas no local.

Uma das pessoas que ficou inconformada com o dado divulgado pela PM foi o ministro das Comunicações, Fábio Faria. Em suas redes sociais, ele publicou a foto de uma manifestação na Paulista pelo impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, quando a PM estimou que havia 1,4 milhão de pessoas no local, e uma foto dos atos desta terça-feira (7).

Para o ministro, nunca se “viu tanta gente nas ruas nas capitais do Brasil” como neste 7 de setembro.

– Acima, a foto de 2016, onde a PM de SP disse ter 1,4 milhão de pessoas presentes. Abaixo, a foto do ato de hoje, onde a PM de DORIA alega que tinha 125 mil pessoas. É esse tipo de enganação que revolta a população. Nunca se viu tanta gente nas ruas nas capitais do Brasil como no 7/9/21! – escreveu.

Leia também1 Leia a íntegra do discurso de Bolsonaro na Avenida Paulista
2 Saiba o que é o Conselho da República, citado por Bolsonaro
3 Oportunista, Mamãe Falei acaba sendo expulso de manifestações
4 Bolsonaro dá aviso a Moraes: 'Ou se enquadra ou pede para sair'
5 Janaina detona a cobertura da imprensa sobre o 7 de Setembro

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.