Leia também:
X Pedágio da Linha Amarela volta a ter cobrança no RJ

Ministro do STF suspende queixa do PT contra Bolsonaro

Durante a campanha, presidente afirmou que iria "fuzilar a petralhada"

Henrique Gimenes - 01/02/2019 20h19

Jair Bolsonaro disse que iria “fuzilar a petralhada” Foto: Reprodução

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu suspender uma queixa apresentada pelo Partido do Trabalhadores (PT) contra o presidente Jair Bolsonaro. A sigla queria explicações sobre uma declaração durante a campanha eleitoral sobre “fuzilar” membros do partido.

Em um vídeo, gravando em um comício no Acre durante a campanha eleitoral, mostra Bolsonaro segurando um tripé como se fosse uma arma. Nas imagens ele simula dar tiros para o alto enquanto é aplaudido por uma multidão. O então candidato então disse iria mandar os apoiadores do PT para a Venezuela.

– Vamos fuzilar a ‘petralhada’ toda aqui do Acre. Vamos botar esses picaretas para correr do Acre. Já que eles gostam tanto da Venezuela, essa turma tem que ir pra lá. Só que lá não tem nem mortadela, galera. Vão ter que comer é capim mesmo – destacou.

Após a fala, o PT entrou com uma queixa-crime no STF pedindo explicações sobre a declaração. Ao suspender o pedido, Lewandowski explicou, nesta sexta-feira (1º), que o presidente da República não pode ser responsabilizado por atos cometidos antes do seu mandato. O caso só voltará a ser discutido após Bolsonaro deixar a Presidência.

Leia também1 'Fuzilar a petralhada': Figura de linguagem, diz Bolsonaro
2 PT vai ao STF após Bolsonaro falar em "fuzilar a petralhada"

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.