Leia também:
X Veja porque secadores de mão podem ser vilões da saúde

Ministro do STF nega adiar julgamento de Aécio Neves

Supremo decidirá sobre denúncia que pode tornar o senador réu por corrupção passiva

Henrique Gimenes - 12/04/2018 21h50

STF julgará denúncia contra o senador Aécio Neves Foto: Lula Marques/AGPT

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio Mello, decidiu manter o julgamento da denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG) para a próxima terça-feira (17). Ele negou pedido de adiamento feito pela defesa de Andrea Neves, irmão do senador, que também aparece na denúncia.

O advogado de Andrea Neves afirmou, no pedido para adiar o julgamento, que não poderia comparecer à sessão porque teria que participar de um outro julgamento no Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Na denúncia, apresentada ainda na gestão do ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot, o senador Aécio Neves é acusado dos crimes de corrupção passiva e tentativa de obstrução de Justiça. O episódio em questão trata do diálogo do parlamentar com o empresário Joesley Batista, em que Aécio teria solicitado R$ 2 milhões.

Além do nome de Aécio e de sua irmã, também são alvos Frederico Pacheco, primo do senador, e Mendherson Souza Lima, ex-assessor parlamentar do senador Zezé Perrella (PMDB-MG). Andrea Neves e os outros dois são acusados de corrupção passiva.

Em nota divulgada nesta terça-feira (10), o advogado de Aécio, Alberto Toron, disse que o senador foi “vítima de uma situação forjada, arquitetada por criminosos confessos”. Ele ainda disse que “inexiste crime ou ilegalidade na conduta do senador”.

Leia também1 Aécio Neves passa mal e é encaminhado para hospital
2 STF rejeita pedido e mantém Antonio Palocci preso

Siga-nos nas nossas redes!
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.