Ministro da Educação ironiza deputados e gera reclamações

Abraham Weintraub perguntou aos parlamentares se eles conheciam uma carteira de trabalho

Pleno.News - 15/05/2019 18h34

Ministro da Educação, Abraham Weintraub, na Câmara dos Deputados Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, compareceu, nesta quarta-feira (15), à Câmara dos Deputados para explicar o bloqueio de recursos das instituições de ensino. Em um determinado momento, ao responder a um questionamento, ele ironizou os parlamentares ao perguntar se eles sabiam o que era uma carteira de trabalho.

– Eu gostaria também de falar que eu fui bancário, carteira assinada, azulzinha, não sei se vocês conhecem. Trabalhei muito, pagava imposto sindical para valer. Trabalhei muito, recebi o ticketzinho – explicou.

A declaração irritou os deputados presentes que começaram a gritar “demissão”. Weintraub, no entanto, não se deixou influenciar e lembrou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu a demissão de uma bancária uma vez.

– E tem mais uma coisa: quem ligou para o dono do Santander na Espanha para pedir a cabeça de uma bancária, colega minha, porque ela ousou falar que se a Dilma fosse eleita, o dólar ia subir e a bolsa ia cair, foi o Lula, que hoje e tá na cadeia – destacou.

A fala não pegou bem com o presidente em exercício da Câmara, Marcos Pereira (PRB-SP), que disse ter se sentido ofendido e pediu ao ministro que falasse sobre os temas questionados.

Assista ao momento.

LEIA TAMBÉM+ Internet denuncia "Lula Livre" em protestos pela educação
+ Ministro diz que culpa do bloqueio é de Dilma e Temer


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo