Leia também:
X Hang ironiza Lula no LinkedIn: “É como o papa no Tinder”

Ministro Barroso diz que o Brasil corre “risco de turbulência”

Ministro também voltou a minimizar os atos de 7 de setembro

Monique Mello - 22/09/2021 17h09 | atualizado em 22/09/2021 17h55

Ministro Luís Roberto Barroso, do STF Foto: Nelson Jr./SCO/STF

Em discurso na Associação Brasileira de Imprensa (ABI) nesta quarta-feira (22), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, disse que “a democracia no mundo vive um certo grau de recessão” e que, com isso, o Brasil corre o risco de ter “turbulência”.

– A democracia no mundo vive um certo grau de recessão, de um certo risco. Três fenômenos se juntaram: o populismo, o extremismo e o autoritarismo. Esse populismo extremista e autoritário tem características: em primeiro lugar, precisa de inimigos para justificar o fracasso inexorável. O populismo é uma forma de você oferecer resposta fáceis e erradas para problemas complexos. O extremismo precisa da mentira e do ódio e das teorias conspiratórias. E o autoritarismo precisa criar medos artificiais para oferecer a solução do governo forte. É uma receita universal e, se por acaso vier a ser aplicada aqui, tem risco de turbulência – disse o ministro.

Barroso também teceu comentários sobre os atos de 7 de setembro que, para ele, não configuraram tentativa de golpe por “falta de força política”.

– O 7 de setembro provou que não havia força política para a quebra de institucionalidade […] Não passaram no teste. A sociedade brasileira não adere a alternativas que não sejam institucionais – afirmou Barroso, em alusão a ditadores como Adolf Hitler e Hugo Chávez.

Leia também1 STF seguirá no seu propósito seja qual for o preço a pagar, diz Fux
2 Jornalista preso por Moraes não come há 18 dias; esposa faz apelo
3 Alexandre de Moraes decide manter prisão de Zé Trovão
4 STF segue TSE e irá investigar atos de 7 de setembro
5 Fux tenta "destravar" sabatina e liga para Pacheco e Alcolumbre

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.