Leia também:
X Mãe de condenado por estupro coletivo receberá R$ 60 mil

Ministra Damares Alves diz que existe corrupção na Funai

Ela participou de uma audiência da Comissão de Direitos Humanos do Senado

Henrique Gimenes - 21/02/2019 16h39 | atualizado em 21/02/2019 18h19

Ministra Damares Alves Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, afirmou, nesta quinta-feira (21), que existe corrupção na Fundação Nacional do Índio (Funai) e na Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), que faz parte do Ministério da Saúde. A declaração foi dada durante uma audiência na Comissão de Direitos Humanos do Senado Federal.

De acordo com Damares, desde que assumiu o controle do órgão (Funai), seu ministério faz uma auditoria nos contratos para identificar irregularidades.

– A corrupção de fato existe, não só na Sesai como também na Funai. Estamos fazendo uma força-tarefa, auditando todos os contratos da Funai, e o ministro da Saúde também está na mesma direção, auditando todos os contratos da Sesai. E aí, senadores e deputados, me surpreendo com cada caixinha que eu abro naquela Funai – explicou.

A ministra também criticou a situação de algumas ONGs que não realizam um trabalho sério e disse que os contratos dessas organizações também estão sendo revistos.

– Se tiver alguma ONG cometendo alguma irregularidade, sairá da Funai. Isso não é só da Funai, isso é uma tendência do governo Bolsonaro. Há muitas ONGs sérias no Brasil, mas aquelas que não estão fazendo um trabalho sério serão afastadas – apontou.

Ao ser questionada sobre uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) que trata do aborto em casos de grávidas com o vírus zika, a ministra disse que o Judiciário não pode “usurpar” o papel do Congresso.

– O tema tem que ser discutido aqui, porque vocês representam o povo. E o povo brasileiro não quer a legalização do aborto. As pesquisas estão aí mostrando, pesquisa sobre pesquisa, que o povo brasileiro não quer. O que o povo brasileiro quer? Políticas públicas de planejamento familiar. E, nesse sentido, nós vamos trabalhar. Nosso ministério vai trabalhar na busca e na construção de políticas públicas de planejamento familiar – destacou.

Durante a audiência, Damares Alves ainda falou sobre a democracia brasileira e disse que o momento é de os conservadores mostrarem como irão governar.

– Democracia é alternância de poderes. Estão no poder agora os conservadores. Então, deixa a gente mostrar para o Brasil o que os conservadores querem fazer. Se não der certo, a gente sai daqui a quatro anos. Mas isso é democracia – ressaltou.

Leia também1 Agustin rebate funkeira que o criticou por ajudar mulheres
2 Damares Alves diz que abraça algumas pautas feministas

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.