Leia também:
X PF vai investigar ataque ao ministro do Meio Ambiente

Ministério da Justiça revoga nomeação de Ilona Szabó

Ela iria integrar o Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária. Decisão ocorre por "repercussão negativa"

Henrique Gimenes - 28/02/2019 19h02

Ilona Szabó Foto: Reprodução

O Ministério da Justiça e Segurança Pública informou, na noite desta quinta-feira (28), que revogou a nomeação de Ilona Szabó, do Instituto Igarapé, como uma dos vinte e seis componentes do Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária (CNPCP).

De acordo com a Pasta, a decisão ocorre após “repercussão negativa em alguns segmentos” da sociedade. Nesta quarta-feira (27), apoiadores do presidente Jair Bolsonaro criticaram a escolha da cientista e subiram a hashtag #IlonaNão aos assuntos mais comentados do Twitter.

O Ministério também informou que a decisão de indicar Ilona “foi motivada pelos relevantes conhecimentos da nomeada na área de segurança pública e igualmente pela notoriedade e qualidade dos serviços prestados pelo Instituto Igarapé”.

Ela atuou na ONG Viva Rio e trabalhou como coordenadora da campanha nacional de desarmamento. Ilona também chegou a se posicionar contra o presidente Jair Bolsonaro.

Veja a nota do Ministério da Justiça:

O Ministério da Justiça e Segurança Pública nomeou Ilona Szabó, do Instituto Igarapé, como um dos vinte e seis componentes do Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária (CNPCP), órgão consultivo do Ministério. A escolha foi motivada pelos relevantes conhecimentos da nomeada na área de segurança pública e igualmente pela notoriedade e qualidade dos serviços prestados pelo Instituto Igarapé. Diante da repercussão negativa em alguns segmentos, optou-se por revogar a nomeação, o que foi previamente comunicado à nomeada e a quem o Ministério respeitosamente apresenta escusas.

Assessoria de Comunicação do Ministério da Justiça e Segurança Pública

Leia também1 Nomeação de Ilona Szabó gera revolta em eleitores. Entenda!
2 PF vai investigar ataque ao ministro do Meio Ambiente

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.