Leia também:
X Bandeira: Carla Zambelli aciona corregedorias contra juíza do RS

Michelle Bolsonaro sobre juíza: “Ativismo ou insanidade?”

Magistrada do RS vai considerar bandeira do Brasil propaganda eleitoral

Pleno.News - 14/07/2022 21h07 | atualizado em 14/07/2022 21h34

Primeira-dama Michelle Bolsonaro Foto: PR/Isac Nóbrega

A juíza Ana Lúcia Todeschini Martinez, titular do cartório eleitoral de Santo Antônio das Missões e Garruchos, no Rio Grande do Sul, informou que vai considerar a bandeira do Brasil uma propaganda eleitoral a partir do início oficial da campanha, no próximo dia 16 de agosto. Sem citar o nome de Bolsonaro, a magistrada alegou que o símbolo nacional tornou-se claramente a marca de apenas “um lado da política”.

Por meio dos stories do Instagram, nesta quinta-feira (14), a primeira-dama Michelle Bolsonaro reagiu ao que a juíza disse a respeito da bandeira do Brasil.

– Ativismo judiciário ou insanidade mental? Inacreditável, Senhor – escreveu Michelle.

A juíza admitiu que seu entendimento pode ser revertido pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) ou pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), após consultas dos partidos. Ela também procurou frisar que “não existe mal nenhum nisso”, mas caso veja bandeiras fixadas em determinados locais vai pedir para que sejam retiradas.

Para a juíza, bandeiras só poderão ser utilizadas em campanhas com mobilidade e seguradas por alguém e em determinados horários, lembrando que a propaganda eleitoral irregular pode gerar “multas pesadíssimas”.

Leia também1 Bandeira: Carla Zambelli aciona corregedorias contra juíza do RS
2 Bolsonaro: “É absurdo querer proibir o uso da bandeira”
3 Bolsonaro sobre juízes eleitorais: “Cúmulo do extremismo”
4 Juíza vai considerar bandeira do Brasil propaganda eleitoral
5 Juiz ordena que Adélio continue em uma prisão federal

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.