MG: Procurador que chamou salário de “miserê” vira piada

Para ironizar, moradores de Belo Horizonte criaram caixa para doações

Pleno.News - 10/09/2019 20h59

Pedido de “doação” foi feito, em tom de brincadeira, para “ajudar” procurador Foto: Reprodução

Após as declarações do procurador de Justiça de Minas Gerais, Leonardo Azeredo dos Santos, que reclamou da baixa remuneração da categoria no Estado, moradores do bairro da Pampulha, em Belo Horizonte, decidiram promover uma ação, mas em tom de ironia. Eles fizeram uma caixa de doação, para uma suposta ajuda financeira para Santos.

Em uma caixa de papelão foi colocada uma placa com a frase “Ajude o procurador do MPMG sair do miserê”.

Durante uma reunião da Câmara de Procuradores, na sede do órgão na capital mineira, o procurador reclamou do salário líquido de R$ 24 mil. A declaração foi dada no mês passado, em um debate sobre o orçamento do Ministério Público mineiro para o próximo ano. O áudio da reunião foi gravado e disponibilizado no site do MP.

– Quero saber se nós, no ano que vem, vamos continuar nessa situação ou se Vossa Excelência já planeja alguma coisa, dentro da sua criatividade, para melhorar nossa situação. Ou se vamos ficar nesse miserê. Quem é que vai querer ser promotor, se não vamos mais ter aumento, ninguém vai querer fazer concurso nenhum – disse ele, na ocasião.

LEIA TAMBÉM+ Procurador de Minas chama salário de R$ 24 mil de 'miserê'
+ Eduardo Bolsonaro defende fala de Carlos: 'Nada de mais'
+ Jornalista diz que 'chimpanzé escreveria melhor' que Carlos


Clique para receber notícias
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo