Leia também:
X Ministra revoga portaria sobre aborto que previa aviso à polícia

“Meu CPF é um e o do Bolsonaro é outro”, dispara Arthur Lira

Lira quer punição para envolvidos em atos radicais no DF, mas quer tranquilidade nas apurações

Marcos Melo - 16/01/2023 16h03 | atualizado em 16/01/2023 16h37

Jair Bolsonaro e o presidente da Câmara, Arthur Lira Foto: PR/Isac Nóbrega

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), concedeu entrevista em Brasília, nesta segunda-feira (16), e afirmou que todos os indivíduos que participaram das manifestações radicais no dia 8 de janeiro, no Distrito Federal, serão penalizados. Lira ressaltou, porém, que se deve ter tranquilidade na apuração da responsabilidade de cada um. Esta fala foi proferida após questionamento sobre o papel do ex-presidente Jair Bolsonaro no imbróglio.

– Cada um responde pelo que faz. O meu CPF é um, o CPF do presidente Bolsonaro é outro. Nós temos que ter calma neste momento e investigar todos os aspectos. A nossa fala não muda: todos que praticaram e contribuíram para esses atos de vandalismo devem ser severamente punidos – destacou.

A entrevista ocorreu após visita do presidente da Câmara ao batalhão da Polícia Militar na Praça dos Três Poderes, ao lado do interventor federal na segurança do Distrito Federal, Ricardo Capelli, e da governadora em exercício, Celina Leão (PP). Ela ocupa interinamente o cargo em razão do afastamento de Ibaneis Rocha (MDB) pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Leia também1 Lira isenta Nikolas, Clarissa e André de acusações sobre os atos
2 Cresce o número de deputados contrários à intervenção no DF
3 Calheiros vira réu por injúria, calúnia e difamação contra Lira
4 MP retira combate à lavagem de dinheiro de atribuições do Coaf
5 Gestão Lula quer criar "gabinete do amor" com influenciadores

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Canal
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.