Leia também:
X Mulher assassinada pelo marido cavou cova para si e para a filha

Gilmar sugere que o judiciário também governa o país

Declaração do ministro gerou debate sobre interferência do Judiciário no Executivo

Pleno.News - 06/02/2021 13h45 | atualizado em 06/02/2021 14h29

Ministro Gilmar Mendes levanta polêmica em entrevista
Ministro Gilmar Mendes levanta polêmica em entrevista Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF

Nesta sexta-feira (5), o ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes concedeu entrevista à CNN Brasil. Mendes falou sobre sua expectativa com a eleição dos novos presidentes da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) e do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM_MG), o combate à pandemia da Covid-19 e a retomada econômica do país.

No entanto, uma fala do ministro chamou atenção, gerando polêmica e debates nas redes sociais.

– Essa é minha expectativa, que nos dediquemos à nossa tarefa de governar, e governar bem, resolver esse problema da pandemia e isso só se resolve com a maciça vacinação, para que possamos nos dedicar a crescimento econômico – afirmou o ministro.

A declaração levantou questionamentos de internautas, haja vista que a população não elege os ministros do STF.

– O tribunal ajudou e muito a governança, vamos dizer assim, no que diz respeito à crise sanitária, dando baliza do que não era possível fazer, retirando restrições que limitavam o executivo em relação à lei de responsabilidade fiscal – afirma Mendes.

De acordo com o ministro, há um diálogo com o Executivo desde então.

Muitos internautas compartilharam a entrevista, com a pergunta: “Você votou em algum ministro do STF?”.

https://twitter.com/Jouberth19/status/1357725489041932288

Após a eleição do presidente Jair Bolsonaro, o debate sobre o ativismo judicial de ministros do Supremo Tribunal ganhou ainda mais força. Diversas medidas tomadas pelo mandatário já foram derrubadas pelos ministros, cuja responsabilidade, segundo o próprio site do STF, é guardar a Constituição.

Leia também1 PF investiga venda de dados de Bolsonaro e outras autoridades
2 Gilmar Mendes diz que "Lula é digno de um julgamento justo"
3 STF: Presidente não precisa nomear 1º nome da lista tríplice
4 STF começa a julgar imposto zero para importação de armas
5 A pedido de Lula, Haddad aceita concorrer às eleições de 2022

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.