Leia também:
X Tornado com ventos de até 95 km/h atinge cidade paulista

MEC nomeia Sandra Ramos para área de livros didáticos

Nomeação de professora ligada ao Escola Sem Partido foi publicada no Diário Oficial da União

Pleno.News - 10/03/2021 20h18 | atualizado em 10/03/2021 20h30

Sandra Ramos Foto: Reprodução

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, nomeou uma professora ligada do movimento Escola sem Partido para a coordenação dos materiais didáticos. A nomeação de Sandra Ramos, que também é crítica da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), documento que indica os objetivos de aprendizagem, foi publicada no Diário Oficial da União.

Sandra Ramos é professora do Centro de Ciências da Educação da Universidade Federal do Piauí (UFPI). Ela é ligada ao movimento Escola Sem Partido, que afirma haver doutrinação política nos colégios. Ela já fez críticas, sob a perspectiva conservadora cristã, à BNCC.

Há nove meses, a professora participou de um vídeo ao vivo com Miguel Nagib, fundador do Escola sem Partido, para explicar seu posicionamento na UFPI. No vídeo, Sandra disse pesquisar a ideologia de gênero nos livros didáticos e defendeu que há uma “minoria ruidosa” que se mantém na posição de defesa de ideologias político-partidárias.

Já em texto publicado no blog De olho no livro didático, Sandra Ramos analisa a BNCC por uma “perspectiva conservadora cristã”. Entre outros pontos, a publicação defende que as escolas discutam a diversidade das espécies com base também na teoria criacionista.

Sandra Ramos vai integrar a Diretoria de Articulação e Apoio às Redes de Educação Básica da Secretaria de Educação Básica do MEC.

O Estadão não conseguiu contato com a professora Sandra Ramos. Procurado, o MEC não se manifestou.

*Estadão

Leia também1 SP: Justiça diz que professores não podem dar aulas presenciais
2 Alunas denunciam professor por comentários sexuais e até beijos
3 Aula presencial não tem relação com alta da Covid, aponta estudo
4 MEC quer punir professores por militância em sala de aula
5 Ministro da Educação defende retorno das aulas presenciais

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.