Leia também:
X Temer desmente que Bolsonaro ligou ‘aos prantos’ para Moraes

Marcos Rogério chama CPI da Covid-19 de “gabinete do ódio”

Senador lembrou que o colega Luiz Carlos Heinze é ridicularizado com frequência por membros do colegiado

Paulo Moura - 01/10/2021 11h51 | atualizado em 01/10/2021 12h05

Senador Marcos Rogério Foto: Agência Senado/Pedro França

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) voltou a fazer duras críticas ao comando da CPI da Covid durante a sessão que ouviu o empresário Otávio Fakhoury, na quinta-feira (30). Durante sua fala, o parlamentar chamou a comissão de “gabinete do ódio”, expressão que geralmente é usada por opositores do governo para se referir a uma suposta estrutura que atacaria adversários da gestão federal.

– Se tem um lugar que é campo de maus-tratos e de ódio, é esse território aqui, da CPI. Lamentável! Aqui, quando o depoente não tem uma fala alinhada com o relator ou com o comando da CPI, sai de baixo. O gabinete do ódio é esse aqui – disparou.

Rogério usou como exemplo um caso envolvendo o colega Luiz Carlos Heinze (PP-RS), que foi alvo de uma notícia falsa envolvendo a ex-atriz pornô Mia Khalifa. De acordo com o senador do Democratas, Heinze é frequentemente alvo de “piadinha”. No início da CPI, Heinze citou que uma pesquisa tinha sido encomendada por uma empresa de uma atriz pornô, mas não citou Khalifa.

– Falam aqui de fake news, de espalhar isso ou aquilo. Mas fazem isso o tempo todo. O senador Heinze é vítima de fake news de colegas. Quer ver um exemplo? O senador, toda vez que vai falar, fazem piadinha com essa coisa de Mia Khalifa – completou Marcos Rogério.

Leia também1 Antes de jantar com Mandetta e Doria, Moro se reuniu com o MBL
2 Eduardo Bolsonaro vai processar a Globo por divulgação de dados sigilosos
3 Ex-marido vai buscar Andressa Urach com a polícia em boate
4 Merck diz que remédio reduziu risco de morte por Covid em 50%
5 Bolsonaro recebe Lira e Guedes para tratar dos combustíveis

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.