Leia também:
X Senado aprova projeto que prorroga declaração do IR

Marco Aurélio: “O novato está assanhado, está se sentindo”

Liberação de cultos religiosos presenciais está esquentando os ânimos no Supremo

Monique Mello - 06/04/2021 18h04 | atualizado em 06/04/2021 18h24

Marco Aurélio rebate o colega Kassio Nunes Foto: Reprodução

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio Mello, resolveu rebater seu colega Kassio Nunes Marques ao dizer que “não é hipocrisia, mas realidade” a determinação de suspender cultos e missas presenciais no Brasil por causa da pandemia.

Nesta segunda-feira (5), Kassio Nunes, em entrevista à rede CNN Brasil, chamou de hipocrisia não permitir a reabertura de templos e igrejas, enquanto outros estabelecimentos estão funcionando.

A avaliação de Nunes foi rechaçada por outros ministros da Suprema Corte.

– Vamos rezar em casa. O melhor altar é o lar – disse Marco.

Segundo o decano do STF, “o novato está assanhado, está se sentindo”.

Marco Aurélio demonstrou incômodo com o fato de Kassio Nunes ter contrariado a decisão da Corte de reforçar, em 2020, a autonomia de prefeitos e governadores na adoção de medidas restritivas durante a crise sanitária.

Nesta quarta-feira (7), o plenário do STF decidirá se mantém ou reverte a decisão de Kassio Nunes.

 

Leia também1 Nunes Marques defende igrejas abertas e critica hipocrisia
2 Marco Aurélio aparece com a cabeça enfaixada após cirurgia
3 Feliciano explica "perseguição" de governadores contra igrejas
4 Enquanto país agoniza, Senado compra colchões novos para políticos
5 Bolsonaro dá posse aos novos ministros em cerimônia fechada

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.