Leia também:
X Menino se afoga após ter braço sugado por ralo de piscina

Malafaia sobre Moraes: ‘Objetivo é constranger o presidente’

Pastor disparou críticas contra o ministro do STF

Henrique Gimenes - 31/01/2022 14h45 | atualizado em 31/01/2022 15h18

Pastor Silas Malafaia Foto: Reprodução/YouTube Silas Malafaia

Em um novo vídeo publicado em suas redes sociais, o pastor Silas Malafaia voltou a defender o presidente Jair Bolsonaro e disparou críticas contra o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF). Os comentários foram feitos após a determinação de Moraes para que Bolsonaro preste depoimento à Polícia Federal (PF).

O episódio em questão ocorreu na sexta-feira (28), quando o ministro do STF não aceitou um recurso da Advocacia-Geral da União (AGU) e manteve o depoimento de Bolsonaro no inquérito que trata de um suposto vazamento de uma investigação sigilosa sobre um ataque hacker a computadores do TSE.

O inquérito foi aberto em agosto de 2021, após Bolsonaro divulgar, durante transmissão ao vivo pelas redes sociais, uma cópia de uma investigação sigilosa da PF sobre um ataque hacker ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que ocorreu em 2018.

Ao comentar a decisão, Malafaia chamou Moraes de “ditador”.

– O ministro Alexandre de Moraes é um ditador da toga. Ele conduz um inquérito imoral e ilegal que mancha o Judiciário. Ele faz juramento de defender a Constituição, mas ele rasga a Constituição. Alexandre de Moraes é vítima, delegado, Ministério Público e juiz. É uma vergonha! – apontou.

O religioso também lembrou que nem os ex-presidentes Dilma Rousseff e Lula passaram por “um constrangimento desse”.

– Alexandre de Moraes é o único ministro que saiu de um partido político, teve que se desfiliar do PSDB, para ir ao STF. Ele tem vínculo até o tutano com o PSDB. Qual é o jogo de querer que um presidente vá à Polícia Federal prestar um depoimento. Nem Lula e Dilma, os governos mais corruptos da história do país, passaram por um constrangimento desse – apontou.

O pastor ainda disse que o objetivo é constranger o presidente.

– Quer levar o presidente pra poder criar uma imagem negativa. O presidente não tem uma acusação de corrupção. Fizeram aí uma CPI da pandemia, uma vergonha, e protegeram assassinos de nordestinos. Não arrumaram nada e não tem nada […] A roubalheira que tinha no país foi estancada. Acabou a mamata da imprensa que finge que não tá vendo toda essa safadeza […] O único objetivo é constranger o presidente da República – destacou Malafaia.

Leia também1 PF conclui que Bolsonaro não prevaricou no caso da Covaxin
2 Ivermectina tem efeito antiviral contra Ômicron, diz estudo não clínico
3 Jair Bolsonaro afirma que resiste à ditadura de outros poderes
4 No Rio, Bolsonaro chama Lula de "bandido" e PT de "quadrilha"
5 Sergio Moro se diz perseguido pelo TCU e volta a criticar Lula

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.