Leia também:
X Vítima de “serial killer do DF” diz que ele “tem raiva de mulher”

Malafaia denuncia “jogo sujo da Globo com os canalhas da CPI”

Pastor criticou a emissora por deixar de exibir o depoimento de médicos nesta sexta-feira

Henrique Gimenes - 19/06/2021 14h23 | atualizado em 19/06/2021 14h24

Pastor Silas Malafaia Foto: Reprodução/Print de vídeo de Silas Malafaia no YouTube

Neste sábado (19), o pastor Silas Malafaia utilizou as redes sociais para denunciar um “jogo sujo da Globo” junto aos “canalhas da CPI” da Covid. De acordo com ele, a GloboNews decidiu não exibir o depoimento de médicos a favor do tratamento precoce para “o povo não saber”.

O comentário foi feito devido ao fato de o relator da CPI, Renan Calheiros (MDB-AL), e o vice-presidente, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), teram abandonado a sessão desta sexta-feira (18). Antes de deixar a sessão, Renan disse que se recusava a fazer perguntas aos convidados e ainda acusou o presidente Jair Bolsonaro de compartilhar “práticas criminosas”. Os médicos ouvidos foram Ricardo Ariel Zimerman e Francisco Eduardo Cardoso Alves.

Depois, Renan e Randolfe concederam uma entrevista coletiva para falar dos trabalhos do colegiado, o que foi exibido pela GloboNews.

– O jogo sujo da globo combinado com os canalhas da cpi! Ontem na CPI , os cientistas arregaçaram a favor do tratamento precoce. Os palhaços do circo saíram e foram dar entrevista. A globo News cortou a transmissão da CPI, para o povo não saber, passou a mostrar os palhaços – escreveu Malafaia.

Leia também1 Randolfe e Renan abandonam sessão da CPI que ouve médicos
2 CPI: Barroso autoriza condução coercitiva de Wizard para depor
3 PF irá reter o passaporte de Wizard no seu retorno ao Brasil
4 Bolsonaro: 'CPI da mentira' se ilude achando que vai derrubar governo
5 Queiroga sobre ser investigado pela CPI: 'tranquilidade absoluta'

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.