Leia também:
X Operação prende 10 suspeitos de violência sexual infantil

Maior erro do governo foi na comunicação, diz Flávio Bolsonaro

Em entrevista ao SBT, senador afirmou que "as pessoas não sabem o que o Bolsonaro fez"

Henrique Gimenes - 18/05/2022 15h03 | atualizado em 18/05/2022 15h30

Senador Flávio Bolsonaro
Senador Flávio Bolsonaro Foto: Agência Senado/Edilson Rodrigues

Nesta quarta-feira (18), o senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) falou sobre o governo do presidente Jair Bolsonaro e afirmou que o maior erro do governo foi na questão da comunicação. Para o parlamentar, “as pessoas não sabem o que o Bolsonaro fez”.

As declarações foram dadas durante uma entrevista ao SBT News.

– O maior erro do governo, no meu ponto de vista, foi a comunicação. Então, a partir do momento que a gente pode comunicar, e as pessoas saberem que foi o Bolsonaro que comprou a vacina, foi o Bolsonaro que anistiou a dívida dos universitários do Fies, foi o Bolsonaro que fez chegar água na casa dos nordestinos, (…) Foi muita coisa maravilhosa que ele fez – apontou.

Flávio então disse que o governo terá a oportunidade de mostrar à população brasileira os feitos do governo.

– As pessoas não sabem o que o Bolsonaro fez, com esse maior tempo de televisão e com a internet, teremos a oportunidade de mostrar as centenas de pessoas que se beneficiaram de programas do governo e vão poder dar crédito a quem soube valorizar o país – ressaltou.

Durante a entrevista, Flávio também disparou críticas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e chamou seus apoiadores de “bandidos”.

Leia também1 Toffoli rejeita ação de Bolsonaro contra Alexandre de Moraes
2 Luiz Fux nega que STF invada atribuições dos outros Poderes
3 PSDB: Deputados pressionam por apoio a Bolsonaro no MS
4 Cúpula do PSDB pressiona Doria para desistir de candidatura
5 Volta da gratuidade de bagagem de 23 kg é aprovada no Senado

Siga-nos nas nossas redes!
WhatsApp
Entre e receba as notícias do dia
Entrar no Grupo
Telegram Entre e receba as notícias do dia Entrar no Grupo
O autor da mensagem, e não o Pleno.News, é o responsável pelo comentário.